Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Vamos dizer NÃO à PEC 188 que reduz os salários dos servidores públicos em 25%

O desgoverno do presidente Jair Bolsonaro, que não cansa de tirar direitos da população e dos servidores públicos, ataca mais uma vez

Escrito por: Sindsep/SP • Publicado em: 23/02/2021 - 18:17 • Última modificação: 23/02/2021 - 18:38 Escrito por: Sindsep/SP Publicado em: 23/02/2021 - 18:17 Última modificação: 23/02/2021 - 18:38

. .

Na próxima quinta-feira (25), o Senado pretende votar a Proposta de Emenda à Constituição – PEC 186/19, conhecida também como PEC Emergencial.

Jair Bolsonaro e seu governo segue a lógica de tirar dos trabalhadores e do povo brasileiro, em seu jogo político para servir empresários, banqueiros e generais. O plano atual quer atrelar a concessão do novo auxilio emergencial de R$250,00, e que só terá vigência de quatro meses, à aprovação da PEC 186, que irá estrangular ainda mais os limites da Emenda Constitucional 95, que impôs teto fiscal (limite de despesas dos governos) para os investimentos em políticas públicas.

Para piorar a situação o texto a ser votado pode incluir trechos da PEC 188/19 do Pacto federativo e da PEC 32/20 da reforma administrativa, que irão compor a estrutura de Estado Mínimo pretendida pelo governo.

Quais são as principais ameaças?

A proposta reduz os serviços públicos para a população e penaliza os servidores das três esferas (municipais, estaduais e federais).

Redução de nossos salários

Já a PEC 188 contém vários retrocessos para as políticas sociais, especialmente para a educação, e traz medidas como a redução temporária da jornada de trabalho, com redução proporcional da remuneração de servidores públicos.

Inicialmente, as PECs permitiam a redução de jornada e salários dos servidores em até 25%. Mas ainda não se sabe detalhes sobre o novo texto depois da junção.

Vamos resistir! Cobre os senadores! Chame amigos e a família para ajudar!

Não podemos aceitar essa retirada de direitos dos servidores públicos. Vamos pressionar os senadores para que votem contra a PEC Emergencial. Entre em contato com os senadores do seu estado pelas redes sociais dos parlamentares e fortaleça a nossa luta! Convide os amigos e familiares para ajudarem a cobrar os senadores, e ampliar nossa campanha por todo o Brasil!

Título: Vamos dizer NÃO à PEC 188 que reduz os salários dos servidores públicos em 25%, Conteúdo: Na próxima quinta-feira (25), o Senado pretende votar a Proposta de Emenda à Constituição – PEC 186/19, conhecida também como PEC Emergencial. Jair Bolsonaro e seu governo segue a lógica de tirar dos trabalhadores e do povo brasileiro, em seu jogo político para servir empresários, banqueiros e generais. O plano atual quer atrelar a concessão do novo auxilio emergencial de R$250,00, e que só terá vigência de quatro meses, à aprovação da PEC 186, que irá estrangular ainda mais os limites da Emenda Constitucional 95, que impôs teto fiscal (limite de despesas dos governos) para os investimentos em políticas públicas. Para piorar a situação o texto a ser votado pode incluir trechos da PEC 188/19 do Pacto federativo e da PEC 32/20 da reforma administrativa, que irão compor a estrutura de Estado Mínimo pretendida pelo governo. Quais são as principais ameaças? A proposta reduz os serviços públicos para a população e penaliza os servidores das três esferas (municipais, estaduais e federais). Redução de nossos salários Já a PEC 188 contém vários retrocessos para as políticas sociais, especialmente para a educação, e traz medidas como a redução temporária da jornada de trabalho, com redução proporcional da remuneração de servidores públicos. Inicialmente, as PECs permitiam a redução de jornada e salários dos servidores em até 25%. Mas ainda não se sabe detalhes sobre o novo texto depois da junção. Vamos resistir! Cobre os senadores! Chame amigos e a família para ajudar! Não podemos aceitar essa retirada de direitos dos servidores públicos. Vamos pressionar os senadores para que votem contra a PEC Emergencial. Entre em contato com os senadores do seu estado pelas redes sociais dos parlamentares e fortaleça a nossa luta! Convide os amigos e familiares para ajudarem a cobrar os senadores, e ampliar nossa campanha por todo o Brasil!



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.