Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Uma Nova FEMERGS

UMA NOVA FEMERGS: Municipários e Municipárias. Dirijo minhas palavras a todos aqueles que fazem parte da família FEMERGS.

Escrito por: • Publicado em: 10/02/2015 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 10/02/2015 - 00:00

Como todas as famílias, a FEMERGS também tem seus momentos especiais, onde necessitamos parar, pensar, corrigir alguns erros, redefinir os caminhos e como se diz, dar a volta por cima. Quero aqui convidar, convocar a todos para participarem deste momento de forma clara e objetiva, nos auxiliando na reformulação deste novo momento, onde buscamos nossa verdadeira identidade, de posicionamento coerente com as necessidades de nossos associados, de trabalho forte, claro e transparente junto e ao lado da base. A FEMERGS é maior que qualquer um de seus diretores, coordenadores e associados, porém necessita fundamentalmente destas lideranças para objetivar seus caminhos. Portanto a FEMERGS somos todos nós. Do menor sindicato de trabalhadores municipais ao com maior número de associados. Temos que ter um trabalho direcionado ao Trabalhador Municipal, de encontro à base. A muito o Conselho de Representantes da FEMERGS vinha questionando a direção sobre: a falta de prestações de contas, que deveriam ser trimestrais e não eram realizadas a muito tempo, o que foi confirmado pelo ex-presidente Odenir, que falando ao Conselho de Representantes, na manhã de 26 de junho de 2014, confirmou que a mais de um ano não eram enviados documentos fiscais ao contabilista da FEMERGS. Também sobre a criação do Conselho Gestor (sem amparo em nosso estatuto) e ainda a falta de entrega pela direção, dos documentos solicitados pelo Conselho de Representantes. Em 02 de setembro de 2014, a FEMERGS deu mostra de sua força, de que se nasceu para fortalecer a luta por direitos dos trabalhadores municipais, por que não lutaria pelos direitos de seus associados, pelo direito de sua própria continuidade. O Conselho de Representantes toma neste dia, importante decisão e votar pela cassação de mandato dos envolvidos nas questões financeiras da Federação. Foram cassados o ex-presidente Odenir Guterres de Carvalho, a ex-vice presidente Vitalina Gonçalves, o ex-secretário de finanças e patrimônio Silvio Schilling, o ex-secretário geral Gustavo Valente Ruivo e a ex-secretária de planejamento Leive Dellarosa. Todos aqueles responsáveis pelas contas da FEMERGS (Odenir e Silvio responsáveis pelo Estatuto da entidade e Gustavo, Leive e Vitalina, que assumiram o tal Conselho Gestor e passaram a ter o controle financeiro da entidade) e pela irresponsabilidade de não ter cumprido com os prazos legais (estatutários) de prestação de contas. Em 24 de agosto de 2014, em reunião de diretoria e após votação dos diretores remanescentes, foram conduzidos aos cargos vagos o Sr. LUCIANO DOS SANTOS, como Presidente da FEMERGS, o Sr. MÁRCIO NUNES FERREIRA, como Vice-Presidente da FEMERGS, Sr. CELITO FRANZOSI como Secretário de Finanças e o Sr. RENI BISSAQUE PEREIRA como Secretário Geral da FEMERGS. A ata desta reunião foi reconhecida e registrada pelo Cartório de Registros de Santo Ângelo, oficiando a nova diretoria. Buscando manter-se nos cargos, os dirigentes cassados entraram com duas ações na Justiça Comum , buscando uma liminar de anulação do processo de cassação, não obtendo êxito. Desta forma entraram com uma ação na Justiça do Trabalho, que mesmo não sendo o órgão competente para julgar a ação do Conselho de Representantes (de acordo com própria decisão do Procurador do Trabalho Dr. IVO ENGÊNIO MARQUES: “- ASSIM COM A FINALIDADE DE SE EVITAR MAIORES DEMORAS NA PRESTAÇÃO JURISDICIONAL E INSEGURANÇA JURÍDICA AOS INTERESSADOS, O MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO OFICIA PELA IMEDIATA DECLARAÇÃO DE INCOMPETÊNCIA ABSOLUTA COM A CONSEQUENTE REMESSA DAS AÇÕES A JUSTIÇA COMUM ESTADUAL. É COMO SE OFICIA. ” Em 28 de outubro de 2014.), concedeu uma liminar que bloqueou algumas ações da nova composição da diretoria da FEMERGS e manteve a discussão acesa e inacabada. Em audiência com a Juíza, responsável pela liminar, no dia 29 de janeiro de 2015, foram ouvidos as testemunhas do processo e no dia 10 de fevereiro de 2015, os advogados de ambas as partes, irão pronunciar-se. Após esta data, esperamos a decisão da juíza. Se, acata a ação e reintegra os cassados, contra o processo democrático do Conselho de Representantes; ou se mantém o processo democrático desenvolvido pelo Conselho de Representantes da FEMERGS e mantém a cassação dos respectivos diretores. Após assumir a Presidência da FEMERGS, assumi o compromisso de criar uma comissão que irá estudar as questões financeiras que levaram o Conselho de Representantes a tomar esta medida. Vamos esclarecer todas as dúvidas, de forma clara e objetiva, demonstrando com a transparência necessária, se as denúncias recebidas de desvio de verbas, de doações de dinheiro a sindicato e a Centrais, entre outras, tem ou não fundamento. Este site esteve “aquém” destes problemas até este momento, inclusive divulgando notícias, onde os ex-diretores continuavam em seus cargos, como se nada tivesse acontecido. Porém a partir de agora, aqui, estaremos informando os atos e atitudes que tomaremos para retomar o caminho. Para levar a FEMERGS a este novo momento. Aqui no site, no espaço destinado a download de documentos, temos as atas, notificações e documentos que comprovam o que escrevo neste texto, para que todos possam ficar esclarecidos dos atos, conforme minha promessa, de transparência. Deixo aqui o e-mail: femergs.luciano@gmail.com , telefones (51) 9742-4479 e ou 9299-6046, SKIPE: femergs.luciano@gmail.com, para que possa atendê-lo da melhor forma. Qualquer dúvida e ou necessidade de esclarecimento, entrem em contato. Fica aqui meu abraço e a certeza de que não mediremos esforços para que possamos, ali adiante, nos orgulhar de nossa federação. A todos, trabalhadores e trabalhadoras municipais, meus votos de estima.

Título: Uma Nova FEMERGS, Conteúdo: Como todas as famílias, a FEMERGS também tem seus momentos especiais, onde necessitamos parar, pensar, corrigir alguns erros, redefinir os caminhos e como se diz, dar a volta por cima. Quero aqui convidar, convocar a todos para participarem deste momento de forma clara e objetiva, nos auxiliando na reformulação deste novo momento, onde buscamos nossa verdadeira identidade, de posicionamento coerente com as necessidades de nossos associados, de trabalho forte, claro e transparente junto e ao lado da base. A FEMERGS é maior que qualquer um de seus diretores, coordenadores e associados, porém necessita fundamentalmente destas lideranças para objetivar seus caminhos. Portanto a FEMERGS somos todos nós. Do menor sindicato de trabalhadores municipais ao com maior número de associados. Temos que ter um trabalho direcionado ao Trabalhador Municipal, de encontro à base. A muito o Conselho de Representantes da FEMERGS vinha questionando a direção sobre: a falta de prestações de contas, que deveriam ser trimestrais e não eram realizadas a muito tempo, o que foi confirmado pelo ex-presidente Odenir, que falando ao Conselho de Representantes, na manhã de 26 de junho de 2014, confirmou que a mais de um ano não eram enviados documentos fiscais ao contabilista da FEMERGS. Também sobre a criação do Conselho Gestor (sem amparo em nosso estatuto) e ainda a falta de entrega pela direção, dos documentos solicitados pelo Conselho de Representantes. Em 02 de setembro de 2014, a FEMERGS deu mostra de sua força, de que se nasceu para fortalecer a luta por direitos dos trabalhadores municipais, por que não lutaria pelos direitos de seus associados, pelo direito de sua própria continuidade. O Conselho de Representantes toma neste dia, importante decisão e votar pela cassação de mandato dos envolvidos nas questões financeiras da Federação. Foram cassados o ex-presidente Odenir Guterres de Carvalho, a ex-vice presidente Vitalina Gonçalves, o ex-secretário de finanças e patrimônio Silvio Schilling, o ex-secretário geral Gustavo Valente Ruivo e a ex-secretária de planejamento Leive Dellarosa. Todos aqueles responsáveis pelas contas da FEMERGS (Odenir e Silvio responsáveis pelo Estatuto da entidade e Gustavo, Leive e Vitalina, que assumiram o tal Conselho Gestor e passaram a ter o controle financeiro da entidade) e pela irresponsabilidade de não ter cumprido com os prazos legais (estatutários) de prestação de contas. Em 24 de agosto de 2014, em reunião de diretoria e após votação dos diretores remanescentes, foram conduzidos aos cargos vagos o Sr. LUCIANO DOS SANTOS, como Presidente da FEMERGS, o Sr. MÁRCIO NUNES FERREIRA, como Vice-Presidente da FEMERGS, Sr. CELITO FRANZOSI como Secretário de Finanças e o Sr. RENI BISSAQUE PEREIRA como Secretário Geral da FEMERGS. A ata desta reunião foi reconhecida e registrada pelo Cartório de Registros de Santo Ângelo, oficiando a nova diretoria. Buscando manter-se nos cargos, os dirigentes cassados entraram com duas ações na Justiça Comum , buscando uma liminar de anulação do processo de cassação, não obtendo êxito. Desta forma entraram com uma ação na Justiça do Trabalho, que mesmo não sendo o órgão competente para julgar a ação do Conselho de Representantes (de acordo com própria decisão do Procurador do Trabalho Dr. IVO ENGÊNIO MARQUES: “- ASSIM COM A FINALIDADE DE SE EVITAR MAIORES DEMORAS NA PRESTAÇÃO JURISDICIONAL E INSEGURANÇA JURÍDICA AOS INTERESSADOS, O MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO OFICIA PELA IMEDIATA DECLARAÇÃO DE INCOMPETÊNCIA ABSOLUTA COM A CONSEQUENTE REMESSA DAS AÇÕES A JUSTIÇA COMUM ESTADUAL. É COMO SE OFICIA. ” Em 28 de outubro de 2014.), concedeu uma liminar que bloqueou algumas ações da nova composição da diretoria da FEMERGS e manteve a discussão acesa e inacabada. Em audiência com a Juíza, responsável pela liminar, no dia 29 de janeiro de 2015, foram ouvidos as testemunhas do processo e no dia 10 de fevereiro de 2015, os advogados de ambas as partes, irão pronunciar-se. Após esta data, esperamos a decisão da juíza. Se, acata a ação e reintegra os cassados, contra o processo democrático do Conselho de Representantes; ou se mantém o processo democrático desenvolvido pelo Conselho de Representantes da FEMERGS e mantém a cassação dos respectivos diretores. Após assumir a Presidência da FEMERGS, assumi o compromisso de criar uma comissão que irá estudar as questões financeiras que levaram o Conselho de Representantes a tomar esta medida. Vamos esclarecer todas as dúvidas, de forma clara e objetiva, demonstrando com a transparência necessária, se as denúncias recebidas de desvio de verbas, de doações de dinheiro a sindicato e a Centrais, entre outras, tem ou não fundamento. Este site esteve “aquém” destes problemas até este momento, inclusive divulgando notícias, onde os ex-diretores continuavam em seus cargos, como se nada tivesse acontecido. Porém a partir de agora, aqui, estaremos informando os atos e atitudes que tomaremos para retomar o caminho. Para levar a FEMERGS a este novo momento. Aqui no site, no espaço destinado a download de documentos, temos as atas, notificações e documentos que comprovam o que escrevo neste texto, para que todos possam ficar esclarecidos dos atos, conforme minha promessa, de transparência. Deixo aqui o e-mail: femergs.luciano@gmail.com , telefones (51) 9742-4479 e ou 9299-6046, SKIPE: femergs.luciano@gmail.com, para que possa atendê-lo da melhor forma. Qualquer dúvida e ou necessidade de esclarecimento, entrem em contato. Fica aqui meu abraço e a certeza de que não mediremos esforços para que possamos, ali adiante, nos orgulhar de nossa federação. A todos, trabalhadores e trabalhadoras municipais, meus votos de estima.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.