Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Trabalhadores de todo país se mobilizam para garantir serviço público

No seminário em Santa Catarina, trabalhadores e trabalhadoras federais, estaduais e municipais, se preparam para enfrentar as PECs de Bolsonaro que, se não combatidas, vão acabar com o serviço público

Escrito por: Gabriel Luis da Rosa/ Sintrasem • Publicado em: 22/11/2019 - 14:24 • Última modificação: 22/11/2019 - 14:57 Escrito por: Gabriel Luis da Rosa/ Sintrasem Publicado em: 22/11/2019 - 14:24 Última modificação: 22/11/2019 - 14:57

. Servidores das três esferas participarão da Plenária em Defesa do Serviço Público, no dia 26

O seminário promovido na sede do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem), na noite desta quinta-feira (21), mobilizou trabalhadores e trabalhadoras das três esferas (federal, estadual e municipal) para dar início à organização da luta contra as Propostas de Emendas Constitucionais (PECs) do governo de Jair Bolsonaro e sua equipe econômica.

Os 81 participantes do seminário, de 27 entidades sindicais, assistiram à uma formação com o economista José Álvaro Cardoso do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) sobre as PECs 166,167 e 168/2019, que aprofundam os efeitos nocivos da Emenda Constitucional 95 e da Reforma Trabalhista.

Entre as várias medidas destas PECs estão previstos congelamentos e redução de salários de servidores; fim da estabilidade no serviço público; fim dos gastos constitucionais mínimos com saúde e educação; proibição de concurso e do pagamento do plano de carreira por dois anos; entre outros.

Para os participantes, a unidade dos trabalhadores das três esferas representa uma grande frente para frear a destruição do serviço público planejada por Bolsonaro e o ministro da Econômica, Paulo Guedes.

As principais deliberações da atividade foram: a construção de uma agenda permanente que envolva as categorias das três esferas; pela participação na Plenária Nacional em Defesa do Serviço Público, no dia 26 de novembro, em Brasília; a realização de uma assembleia unificada no dia 4 de dezembro, em Florianópolis; a produção de um material para dialogar com as comunidades; e a articulação com os sindicatos públicos para organizar o enfrentamento às PECs.

“É preciso mostrar pra toda a população quais são os efeitos destas investidas que favorecem apenas os membros de uma pequena elite econômica e do capital estrangeiro”, afirmou o presidente do Sintrasem,  Renê Munaro.

Serviço:

Plenária em Defesa dos Serviços Públicos Municipais, Estaduais e Federais, das Estatais, do Brasil e dos Trabalhadores

Dia 26 de novembro, das 9 às 17 horas

Teatro do Sindicato dos Bancários

EQS 314/315 – Asa Sul - Brasília/DF

Confira o programa:

9h – Abertura

9h30 – O impacto das reformas e privatizações na qualidade dos serviços públicos e na soberania nacional

11h – Ações unitárias em defesa da qualidade dos serviços públicos, do papel estratégico das empresas estatais, fundações e institutos públicos para o crescimento econômico, proteção social das classes populares e desenvolvimento soberano do Brasil

12h30 – Intervalo para almoço

14h – Diálogo com as entidades comprometidas com a democracia, parlamentares e lideranças sociais

15h – Ato político

17h - Encerramento

Título: Trabalhadores de todo país se mobilizam para garantir serviço público, Conteúdo: O seminário promovido na sede do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem), na noite desta quinta-feira (21), mobilizou trabalhadores e trabalhadoras das três esferas (federal, estadual e municipal) para dar início à organização da luta contra as Propostas de Emendas Constitucionais (PECs) do governo de Jair Bolsonaro e sua equipe econômica. Os 81 participantes do seminário, de 27 entidades sindicais, assistiram à uma formação com o economista José Álvaro Cardoso do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) sobre as PECs 166,167 e 168/2019, que aprofundam os efeitos nocivos da Emenda Constitucional 95 e da Reforma Trabalhista. Entre as várias medidas destas PECs estão previstos congelamentos e redução de salários de servidores; fim da estabilidade no serviço público; fim dos gastos constitucionais mínimos com saúde e educação; proibição de concurso e do pagamento do plano de carreira por dois anos; entre outros. Para os participantes, a unidade dos trabalhadores das três esferas representa uma grande frente para frear a destruição do serviço público planejada por Bolsonaro e o ministro da Econômica, Paulo Guedes. As principais deliberações da atividade foram: a construção de uma agenda permanente que envolva as categorias das três esferas; pela participação na Plenária Nacional em Defesa do Serviço Público, no dia 26 de novembro, em Brasília; a realização de uma assembleia unificada no dia 4 de dezembro, em Florianópolis; a produção de um material para dialogar com as comunidades; e a articulação com os sindicatos públicos para organizar o enfrentamento às PECs. “É preciso mostrar pra toda a população quais são os efeitos destas investidas que favorecem apenas os membros de uma pequena elite econômica e do capital estrangeiro”, afirmou o presidente do Sintrasem,  Renê Munaro. Serviço: Plenária em Defesa dos Serviços Públicos Municipais, Estaduais e Federais, das Estatais, do Brasil e dos Trabalhadores Dia 26 de novembro, das 9 às 17 horas Teatro do Sindicato dos Bancários EQS 314/315 – Asa Sul - Brasília/DF Confira o programa: 9h – Abertura 9h30 – O impacto das reformas e privatizações na qualidade dos serviços públicos e na soberania nacional 11h – Ações unitárias em defesa da qualidade dos serviços públicos, do papel estratégico das empresas estatais, fundações e institutos públicos para o crescimento econômico, proteção social das classes populares e desenvolvimento soberano do Brasil 12h30 – Intervalo para almoço 14h – Diálogo com as entidades comprometidas com a democracia, parlamentares e lideranças sociais 15h – Ato político 17h - Encerramento



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.