Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Sintab inicia série de assembleias com servidores municipais de Campina Grande

Sindicato espera o cumprimento do Plano de Cargos dos municipais, que lutam pela definição de um dia específico para o pagamento mensal.

Escrito por: Portal Paraíba em Destaque • Publicado em: 19/02/2016 - 17:04 • Última modificação: 22/02/2016 - 18:26 Escrito por: Portal Paraíba em Destaque Publicado em: 19/02/2016 - 17:04 Última modificação: 22/02/2016 - 18:26

. Servidores municipais reunidos em assembleia

O Sindicato dos Trabalhadores Municipais do Agreste da Borborema (Sintab) iniciou uma série de assembleias com diversos segmentos e categorias do funcionalismo público municipal. Conforme o sindicalista e vereador Napoleão Maracajá, este tipo de iniciativa já uma tradição na luta sindical em Campina Grande e região.

Para Maracajá, as assembleias tem uma repercussão extraordinária no seio da classe dos trabalhadores municipais em 2016, pois os governos atribuem à crise econômica uma série de antigas medidas prejudicais à categoria.

"Os governos fazem uso, inclusive, da palavra crise para justificar até mesmo a retirada de trabalhadores, o que logicamente não tem a concordância do nosso sindicato. Por isso, estaremos dando aos trabalhadores prejudicados o apoio necessário para que eles lutem pelos seus direitos", afirmou.

Ele disse esperar, por exemplo, o cumprimento do Plano de Cargos dos servidores municipais da cidade, uma categoria que sofre por não ter um dia definido para o seu pagamento mensal. Conforme esclareceu, este tipo de problema tem sido tema de discussão nas assembleias, além dos problemas enfrentados pelo pessoal de apoio da área de Educação.

 

Título: Sintab inicia série de assembleias com servidores municipais de Campina Grande, Conteúdo: O Sindicato dos Trabalhadores Municipais do Agreste da Borborema (Sintab) iniciou uma série de assembleias com diversos segmentos e categorias do funcionalismo público municipal. Conforme o sindicalista e vereador Napoleão Maracajá, este tipo de iniciativa já uma tradição na luta sindical em Campina Grande e região. Para Maracajá, as assembleias tem uma repercussão extraordinária no seio da classe dos trabalhadores municipais em 2016, pois os governos atribuem à crise econômica uma série de antigas medidas prejudicais à categoria. Os governos fazem uso, inclusive, da palavra crise para justificar até mesmo a retirada de trabalhadores, o que logicamente não tem a concordância do nosso sindicato. Por isso, estaremos dando aos trabalhadores prejudicados o apoio necessário para que eles lutem pelos seus direitos, afirmou. Ele disse esperar, por exemplo, o cumprimento do Plano de Cargos dos servidores municipais da cidade, uma categoria que sofre por não ter um dia definido para o seu pagamento mensal. Conforme esclareceu, este tipo de problema tem sido tema de discussão nas assembleias, além dos problemas enfrentados pelo pessoal de apoio da área de Educação.  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.