Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Sindsep Quixadá e região alcança reajustes de 16% e 17% para professores

O Sindicato dos Servidores Públicos municipais de Quixadá, Ibaretama, Banabuiu, Choró e de Ibicuitinga (SINDSEP) apresentou na última sexta-feira (30/1) os primeiros resultados da campanha salarial 2015 dos trabalhadores da base da entidade.

Escrito por: • Publicado em: 10/02/2015 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 10/02/2015 - 00:00

O destaque das conquistas fica por conta do reajuste linear de 16% no salário dos professores de Quixadá.
Já os servidores de Quixadá que recebem o salário mínimo alcançaram o reajuste conforme a evolução da referência nacional, que este ano foi de 8,8%. Os servidores que recebem acima do mínimo (exceto magistério) ainda aguardam discussão final do percentual de crescimento de seus salários, que deve crescer conforme a inflação do último ano.
Por fim, a Prefeitura Quixadá também implantou o piso nacional dos agentes de saúde e de combate às endemias a partir deste ano, depois de muitas atividades que reivindicavam o atendimento da demanda na cidade.
A entidade também conseguiu o crescimento do salário do magistério em Ibaretama, que ficou em 13,01% para o nível médio e 17% de reajuste para o nível superior. A negociação prossegue para outras carreiras do serviço público.
Choró é outra cidade da base do sindicato que já reajustou o salário dos professores, acompanhando o índice indicado pelos mecanismos de cálculo da lei do piso do magistério, de 13,01%. As outras categorias aguardam as demais negociações com o executivo local.
Para finalizar, em Banabuiú, ainda seguem as negociações das propostas salariais, com a confirmação apenas da reformulação do plano de cargos e carreiras dos servidores.
Fonte: Na imagem, a sessão extraordinária da Câmara Municipal de Quixadá que votou o reajuste

Título: Sindsep Quixadá e região alcança reajustes de 16% e 17% para professores, Conteúdo: O destaque das conquistas fica por conta do reajuste linear de 16% no salário dos professores de Quixadá. Já os servidores de Quixadá que recebem o salário mínimo alcançaram o reajuste conforme a evolução da referência nacional, que este ano foi de 8,8%. Os servidores que recebem acima do mínimo (exceto magistério) ainda aguardam discussão final do percentual de crescimento de seus salários, que deve crescer conforme a inflação do último ano. Por fim, a Prefeitura Quixadá também implantou o piso nacional dos agentes de saúde e de combate às endemias a partir deste ano, depois de muitas atividades que reivindicavam o atendimento da demanda na cidade. A entidade também conseguiu o crescimento do salário do magistério em Ibaretama, que ficou em 13,01% para o nível médio e 17% de reajuste para o nível superior. A negociação prossegue para outras carreiras do serviço público. Choró é outra cidade da base do sindicato que já reajustou o salário dos professores, acompanhando o índice indicado pelos mecanismos de cálculo da lei do piso do magistério, de 13,01%. As outras categorias aguardam as demais negociações com o executivo local. Para finalizar, em Banabuiú, ainda seguem as negociações das propostas salariais, com a confirmação apenas da reformulação do plano de cargos e carreiras dos servidores. Fonte: Na imagem, a sessão extraordinária da Câmara Municipal de Quixadá que votou o reajuste



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.