Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Servidores públicos municipais de São Leopoldo estão em estado de greve

Escrito por: • Publicado em: 21/05/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 21/05/2014 - 00:00

No dia 14 de maio, os servidores públicos municipais de São Leopoldo paralisaram suas atividades e manifestaram-se em frente à prefeitura, com a adesão de mais de 1500 servidores, gritando em uma só voz: - VALORIZAÇÃO! Os servidores abraçaram a prefeitura e marcharam pelas ruas da cidade em defesa da qualidade do serviço público, demonstrando quem são os verdadeiros responsáveis pelo desenvolvimento do município, contrariando a fala dos gestores, que afirmam, em vários momentos, que os servidores são culpados por um grande gasto da arrecadação, sem retorno à população.
Além da luta pela reposição do INPC, pelo respeito à Lei do Piso do Magistério, pelo aumento real de salário e pelo plano de saúde, os servidores também reivindicam avanços significativos nas condições de trabalho, fim do assédio moral e planos de carreiras que traduzam um trabalho decente.
Após a paralisação, os servidores realizaram uma assembleia unificada, que decretou ESTADO DE GREVE. No dia 15, a categoria participou da sessão da Câmara de Vereadores, solicitando o apoio à luta. No sábado, pela manhã, os servidores tomaram a Rua Independência, principal rua da cidade, e demonstraram toda a sua insatisfação com a atual a administração e informaram à população sobre as suas reivindicações.
Neste dia 20 de maio, mais uma vez os servidores paralisam suas atividades e ocupam o pátio da prefeitura, exigindo respeito. Os Sindicatos: SINDISAÚDE, SINDICATO DOS SERVIDORES e CEPROL/SINDICATO conclamam a todos os movimentos, sindicatos, entidades e trabalhadores e trabalhadores para que, em solidariedade às suas reivindicações, apoiem este movimento legítimo e de luta por um serviço público de qualidade.
PROGRAMAÇÃO DESTA TERÇA-FEIRA (20/05/2014):
8h - Concentração e paralisação dos servidores em frente à Prefeitura. Os servidores aguardarão a reunião agendada com a comissão de negociação dos sindicatos e o prefeito.
12h - Assembleia UNIFICADA DOS SERVIDORES
14h30 - Atividade cultural
15h30 - Ato de mobilização
Fonte: FEMERGS

Título: Servidores públicos municipais de São Leopoldo estão em estado de greve, Conteúdo: No dia 14 de maio, os servidores públicos municipais de São Leopoldo paralisaram suas atividades e manifestaram-se em frente à prefeitura, com a adesão de mais de 1500 servidores, gritando em uma só voz: - VALORIZAÇÃO! Os servidores abraçaram a prefeitura e marcharam pelas ruas da cidade em defesa da qualidade do serviço público, demonstrando quem são os verdadeiros responsáveis pelo desenvolvimento do município, contrariando a fala dos gestores, que afirmam, em vários momentos, que os servidores são culpados por um grande gasto da arrecadação, sem retorno à população. Além da luta pela reposição do INPC, pelo respeito à Lei do Piso do Magistério, pelo aumento real de salário e pelo plano de saúde, os servidores também reivindicam avanços significativos nas condições de trabalho, fim do assédio moral e planos de carreiras que traduzam um trabalho decente. Após a paralisação, os servidores realizaram uma assembleia unificada, que decretou ESTADO DE GREVE. No dia 15, a categoria participou da sessão da Câmara de Vereadores, solicitando o apoio à luta. No sábado, pela manhã, os servidores tomaram a Rua Independência, principal rua da cidade, e demonstraram toda a sua insatisfação com a atual a administração e informaram à população sobre as suas reivindicações. Neste dia 20 de maio, mais uma vez os servidores paralisam suas atividades e ocupam o pátio da prefeitura, exigindo respeito. Os Sindicatos: SINDISAÚDE, SINDICATO DOS SERVIDORES e CEPROL/SINDICATO conclamam a todos os movimentos, sindicatos, entidades e trabalhadores e trabalhadores para que, em solidariedade às suas reivindicações, apoiem este movimento legítimo e de luta por um serviço público de qualidade. PROGRAMAÇÃO DESTA TERÇA-FEIRA (20/05/2014): 8h - Concentração e paralisação dos servidores em frente à Prefeitura. Os servidores aguardarão a reunião agendada com a comissão de negociação dos sindicatos e o prefeito. 12h - Assembleia UNIFICADA DOS SERVIDORES 14h30 - Atividade cultural 15h30 - Ato de mobilização Fonte: FEMERGS



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.