Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Servidores municipais de Blumenau ameaçam entrar em greve

Categoria se reúne em assembleia no dia 9 de março. Se até lá a prefeitura não apresentar avanços, pode haver greve.

Escrito por: Jornal de Blumenau • Publicado em: 19/02/2016 - 18:49 • Última modificação: 22/02/2016 - 21:50 Escrito por: Jornal de Blumenau Publicado em: 19/02/2016 - 18:49 Última modificação: 22/02/2016 - 21:50

. Categoria se reuniu em assembleia para defender reivindicações da campanha salarial

Em assembleia geral realizada nesta quinta-feira (18), os servidores públicos municipais de Blumenau sinalizaram a possibilidade de uma greve. A categoria se reuniu para discutir a campanha salarial de 2016 e, por unanimidade, aprovou a proposta de pauta.

De acordo com Sindicato Único dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau (Sintraseb), a pauta aprovada pelos servidores fala sobre o Plano de Cargos, Carreira e Salários da Saúde; pagamento da Avaliação de Desempenho; hora atividade integral para o Magistério, entre outros itens. Todas as propostas foram encaminhadas com base na reunião de representantes por local de trabalho, realizada no último dia 11. 

Ao aprovarem a pauta, os trabalhadores também aprovaram a data para uma próxima assembleia, que ficou marcada para o dia 9 de março. Neste dia, existe a possibilidade de a categoria dar início a uma nova greve.

A expectativa até março, segundo o Sintraseb, é que o governo promova avanços nas propostas já apresentadas, que são “questões acordadas e não cumpridas das campanhas salariais de 2014 e 2015”. Sem avanços, a categoria afirma que a greve será a única saída.

Transporte coletivo

O Sindicado dos Empregados nas Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo de Blumenau (Sindetranscol) também participou da assembleia. O presidente Ari Germer agradeceu o apoio dos servidores, que decidiram planejar uma mobilização para o início de março.

A previsão é de que os trabalhadores das duas categorias se reúnam para reivindicar melhorias no transporte coletivo, além de exigir condições dignas de trabalho e defender a garantia de mobilidade para todos. A data para o manifesto deve ser comunicada em breve.
 

Título: Servidores municipais de Blumenau ameaçam entrar em greve, Conteúdo: Em assembleia geral realizada nesta quinta-feira (18), os servidores públicos municipais de Blumenau sinalizaram a possibilidade de uma greve. A categoria se reuniu para discutir a campanha salarial de 2016 e, por unanimidade, aprovou a proposta de pauta. De acordo com Sindicato Único dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau (Sintraseb), a pauta aprovada pelos servidores fala sobre o Plano de Cargos, Carreira e Salários da Saúde; pagamento da Avaliação de Desempenho; hora atividade integral para o Magistério, entre outros itens. Todas as propostas foram encaminhadas com base na reunião de representantes por local de trabalho, realizada no último dia 11.  Ao aprovarem a pauta, os trabalhadores também aprovaram a data para uma próxima assembleia, que ficou marcada para o dia 9 de março. Neste dia, existe a possibilidade de a categoria dar início a uma nova greve. A expectativa até março, segundo o Sintraseb, é que o governo promova avanços nas propostas já apresentadas, que são “questões acordadas e não cumpridas das campanhas salariais de 2014 e 2015”. Sem avanços, a categoria afirma que a greve será a única saída. Transporte coletivo O Sindicado dos Empregados nas Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo de Blumenau (Sindetranscol) também participou da assembleia. O presidente Ari Germer agradeceu o apoio dos servidores, que decidiram planejar uma mobilização para o início de março. A previsão é de que os trabalhadores das duas categorias se reúnam para reivindicar melhorias no transporte coletivo, além de exigir condições dignas de trabalho e defender a garantia de mobilidade para todos. A data para o manifesto deve ser comunicada em breve.  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.