Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Servidores do município em greve participação de audiência de conciliação no Tribunal de Justiça

Os sindicatos reivindicam por 5% de reajuste e a produtividade dos servidores

Escrito por: • Publicado em: 10/09/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 10/09/2014 - 00:00

Nesta quarta-feira (10), o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió (Sindspref) e a Prefeitura de Maceió estarão reunidos, em uma audiência no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), para tentar uma conciliação e decretar o fim da paralisação. A audiência será conduzida pelo desembargador Domingos Araújo Neto com o objetivo de atingir um acordo satisfatório para ambas as partes.

Os sindicatos reivindicam 5% de progressão salarial, além do descumprimento do Acordo Salarial 2014 pela Prefeitura de Maceió, produtividade dos servidores, folha SUS, implantação do incentivo do PSF, piso nacional dos Agentes de Combate às Endemias, a mudança da data de admissão no contracheque dos ACEs, convênio com a Polícia Federal (Legalização de porte de arma), e a confecção das carteiras funcionais.
Durante a última audiência, realizada no dia 25 de agosto, a proposta do reajuste de 5% foi rejeitada pela prefeitura.  A greve dos servidores municipais foi decretada no dia 15 do mês passado, quando eles chegaram a ocupar o prédio da Secretaria de Finanças, que teve o atendimento à população suspenso. Dias depois, o juiz da 14ª Vara Cível da Capital, Cláudio José Gomes Lopes concedeu uma liminar favorável à prefeitura onde os grevistas ficam impedidos de ocuparem prédios públicos sob pena de multa de R$ 5 mil por dia.
Como uma medida de remediar a situação, os servidores pediram o apoio dos vereadores de Maceió para conseguir intermediação com o município. Ainda em agosto, o Secretário Municipal de Administração, Recursos Humanos e Patrimônio (Semarhp) da Prefeitura de Maceió, Carlos Junior Spergiorin Silveira, fez um “apelo para o diálogo e o entendimento entre a Prefeitura e os servidores públicos de Maceió”.
Para a audiência hoje foram intimados do Sindspref, representantes dos Sindicatos dos Servidores da Secretaria Municipal de Saúde do Município de Maceió (Sindsaude), dos Agentes Comunitários de Saúde de Alagoas (Sindacs), dos Guardas Civis Municipais de Alagoas (Sindguarda), da Central Única dos Trabalhadores de Alagoas (CUT/AL) e Federação dos Trabalhadores da Administração e dos Serviços Públicos Municipais do Estado de Alagoas (Fetam/AL).
Fonte: FETAMAL
Título: Servidores do município em greve participação de audiência de conciliação no Tribunal de Justiça, Conteúdo: Nesta quarta-feira (10), o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Maceió (Sindspref) e a Prefeitura de Maceió estarão reunidos, em uma audiência no Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), para tentar uma conciliação e decretar o fim da paralisação. A audiência será conduzida pelo desembargador Domingos Araújo Neto com o objetivo de atingir um acordo satisfatório para ambas as partes. Os sindicatos reivindicam 5% de progressão salarial, além do descumprimento do Acordo Salarial 2014 pela Prefeitura de Maceió, produtividade dos servidores, folha SUS, implantação do incentivo do PSF, piso nacional dos Agentes de Combate às Endemias, a mudança da data de admissão no contracheque dos ACEs, convênio com a Polícia Federal (Legalização de porte de arma), e a confecção das carteiras funcionais. Durante a última audiência, realizada no dia 25 de agosto, a proposta do reajuste de 5% foi rejeitada pela prefeitura.  A greve dos servidores municipais foi decretada no dia 15 do mês passado, quando eles chegaram a ocupar o prédio da Secretaria de Finanças, que teve o atendimento à população suspenso. Dias depois, o juiz da 14ª Vara Cível da Capital, Cláudio José Gomes Lopes concedeu uma liminar favorável à prefeitura onde os grevistas ficam impedidos de ocuparem prédios públicos sob pena de multa de R$ 5 mil por dia. Como uma medida de remediar a situação, os servidores pediram o apoio dos vereadores de Maceió para conseguir intermediação com o município. Ainda em agosto, o Secretário Municipal de Administração, Recursos Humanos e Patrimônio (Semarhp) da Prefeitura de Maceió, Carlos Junior Spergiorin Silveira, fez um “apelo para o diálogo e o entendimento entre a Prefeitura e os servidores públicos de Maceió”. Para a audiência hoje foram intimados do Sindspref, representantes dos Sindicatos dos Servidores da Secretaria Municipal de Saúde do Município de Maceió (Sindsaude), dos Agentes Comunitários de Saúde de Alagoas (Sindacs), dos Guardas Civis Municipais de Alagoas (Sindguarda), da Central Única dos Trabalhadores de Alagoas (CUT/AL) e Federação dos Trabalhadores da Administração e dos Serviços Públicos Municipais do Estado de Alagoas (Fetam/AL). Fonte: FETAMAL



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.