Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Servidores do município de Maceió deflagram greve geral segunda-feira (22)

Categoria não aceitou proposta apresentada pela prefeitura de reajuste salarial de 2,21%. Os servidores reivindicam 14%.

Escrito por: Portal Cada Minuto • Publicado em: 19/02/2016 - 14:37 • Última modificação: 19/02/2016 - 19:22 Escrito por: Portal Cada Minuto Publicado em: 19/02/2016 - 14:37 Última modificação: 19/02/2016 - 19:22

Paulo Chancey Júnior Trabalhadores protestaram contra proposta apresentada pelo prefeito Rui Palmeira

Os servidores municipais de Maceió deflagraram greve geral após assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (18), na sede do Sindicato dos Bancários. No início desta semana, os servidores da Saúde já haviam decidido paralisar as atividades a partir da próxima segunda-feira (22).

O presidente do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Maceió (Sindspref), Sidney Lopes, confirmou que a maioria dos servidores decidiu pela greve por não concordar com a proposta de aumento apresentada pelo prefeito Rui Palmeira. A categoria pediu um reajuste salarial de 14%, em contraproposta, o prefeito ofereceu apenas 2,2%.

“Não podemos concordar apenas com o reajuste oferecido pelo prefeito. 2,2% é um valor bem abaixo dos 14% pleitados pelos servidores. Tudo sofreu aumento nesse ano, além do valor da passagem de ônibus e outros impostos” ressaltou.

Em protesto, aproximadamente 500 pessoas se reuniram em frente a Secretaria de Finanças do município para apresentar as reinvindicações da paralisação e seguiram em passeata até o Palácio República dos Palmares, sede do Governo Estadual. Estiveram presente representantes de sindicatos municipais, além da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e do Sindicato dos Trabalhadores na Educação Estadual (Sinteal).  

Título: Servidores do município de Maceió deflagram greve geral segunda-feira (22), Conteúdo: Os servidores municipais de Maceió deflagraram greve geral após assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (18), na sede do Sindicato dos Bancários. No início desta semana, os servidores da Saúde já haviam decidido paralisar as atividades a partir da próxima segunda-feira (22). O presidente do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Maceió (Sindspref), Sidney Lopes, confirmou que a maioria dos servidores decidiu pela greve por não concordar com a proposta de aumento apresentada pelo prefeito Rui Palmeira. A categoria pediu um reajuste salarial de 14%, em contraproposta, o prefeito ofereceu apenas 2,2%. “Não podemos concordar apenas com o reajuste oferecido pelo prefeito. 2,2% é um valor bem abaixo dos 14% pleitados pelos servidores. Tudo sofreu aumento nesse ano, além do valor da passagem de ônibus e outros impostos” ressaltou. Em protesto, aproximadamente 500 pessoas se reuniram em frente a Secretaria de Finanças do município para apresentar as reinvindicações da paralisação e seguiram em passeata até o Palácio República dos Palmares, sede do Governo Estadual. Estiveram presente representantes de sindicatos municipais, além da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e do Sindicato dos Trabalhadores na Educação Estadual (Sinteal).  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.