Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Servidores conquistam a incorporação de gratificações

Vitória acaba com a remuneração variável nas carreiras típicas da secretaria de finanças.

Escrito por: • Publicado em: 01/10/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 01/10/2014 - 00:00

Os servidores da Secretaria de Finanças conquistaram hoje (30) a incorporação das remunerações variáveis. O projeto de lei foi votado em primeiro turno na Câmara Municipal. Ele é reflexo da luta desses trabalhadores apoiado pelo Sismuc. A demanda teve início no governo Luciano Ducci, em 2010. Na época, o prefeito havia fatiado a incorporação, e deixado de lado parte da categoria. No entanto, mesmo com a aprovação ocorrida no Legislativo Municipal, os analistas de desenvolvimento organizacional, auxiliares administrativos, por exemplo, não foram incluídos de forma isonômica.
A conquista é considerada histórica pelo sindicato. Principalmente porque ele unificou uma secretaria em torno do Sismuc. “Foram realizados diversos encontros desde 2010 para atingir essa pauta. Recentemente, no mês de maio, servidores da secretaria retomaram a mobilização e deflagraram estado de greve, pois sabiam que a gestão não estava dando encaminhamento as suas reivindicações”, recupera Irene Rodrigues, coordenadora do Sismuc.
Excluídos da incorporação
Nem todos foram beneficiados na totalidade pelo projeto. Carreiras que não são típicas da Secretaria de Finanças, como agentes administrativos, auxiliares administrativos operacionais e analistas de desenvolvimento organizacional, por exemplo, não tiveram incorporação, mas pelo menos garantiram o desconto previdenciário. Diferença que desagradou esses trabalhadores. “A luta agora é buscar uma formula que estenda de forma igual essa remuneração para todos nos proventos. O pagamento até pode se igual na ativa, contudo, no momento da aposentadoria, enquanto as profissões típicas recebem a integralidade, os demais levam apenas a média da contribuição”, sinaliza Irene.
Plano de Carreira
A conquista dos servidores das finanças não pode parar apenas na incorporação. Essa é a bandeira que defende o sindicato. Para o Sismuc, o servidor deve garantir melhoria nas condições de trabalho e remuneração por meio de um novo plano de carreira, como pontua o coordenador Giuliano Gomes: “A incorporação vem a ser um desejo e uma conquista que se concretiza. Contudo, existem outras questões que devem ser discutidas neste momento. Uma delas é o Plano de Carreira”.
Serviço
Coletivo de Finanças
Tema: Plano de Carreira
Data: 22 de outubro
Hora: 19:00
Local:Sismuc
Autor: Phil Batiuk e Manoel Ramires

Título: Servidores conquistam a incorporação de gratificações, Conteúdo: Os servidores da Secretaria de Finanças conquistaram hoje (30) a incorporação das remunerações variáveis. O projeto de lei foi votado em primeiro turno na Câmara Municipal. Ele é reflexo da luta desses trabalhadores apoiado pelo Sismuc. A demanda teve início no governo Luciano Ducci, em 2010. Na época, o prefeito havia fatiado a incorporação, e deixado de lado parte da categoria. No entanto, mesmo com a aprovação ocorrida no Legislativo Municipal, os analistas de desenvolvimento organizacional, auxiliares administrativos, por exemplo, não foram incluídos de forma isonômica. A conquista é considerada histórica pelo sindicato. Principalmente porque ele unificou uma secretaria em torno do Sismuc. “Foram realizados diversos encontros desde 2010 para atingir essa pauta. Recentemente, no mês de maio, servidores da secretaria retomaram a mobilização e deflagraram estado de greve, pois sabiam que a gestão não estava dando encaminhamento as suas reivindicações”, recupera Irene Rodrigues, coordenadora do Sismuc. Excluídos da incorporação Nem todos foram beneficiados na totalidade pelo projeto. Carreiras que não são típicas da Secretaria de Finanças, como agentes administrativos, auxiliares administrativos operacionais e analistas de desenvolvimento organizacional, por exemplo, não tiveram incorporação, mas pelo menos garantiram o desconto previdenciário. Diferença que desagradou esses trabalhadores. “A luta agora é buscar uma formula que estenda de forma igual essa remuneração para todos nos proventos. O pagamento até pode se igual na ativa, contudo, no momento da aposentadoria, enquanto as profissões típicas recebem a integralidade, os demais levam apenas a média da contribuição”, sinaliza Irene. Plano de Carreira A conquista dos servidores das finanças não pode parar apenas na incorporação. Essa é a bandeira que defende o sindicato. Para o Sismuc, o servidor deve garantir melhoria nas condições de trabalho e remuneração por meio de um novo plano de carreira, como pontua o coordenador Giuliano Gomes: “A incorporação vem a ser um desejo e uma conquista que se concretiza. Contudo, existem outras questões que devem ser discutidas neste momento. Uma delas é o Plano de Carreira”. Serviço Coletivo de Finanças Tema: Plano de Carreira Data: 22 de outubro Hora: 19:00 Local:Sismuc Autor: Phil Batiuk e Manoel Ramires



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.