Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Seminário discute privatizações no Paraná

“Paranaense: é hora de dizer não a venda do estado”. Assim abre o folheto da Frente em Defesa do Paraná contra as privatizações no serviço público.

Escrito por: • Publicado em: 07/08/2013 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 07/08/2013 - 00:00

O movimento, organizado por sindicatos e movimentos sociais, realiza neste sábado (03) um seminário em que discute as privatizações do governo Beto Richa. Segundo o grupo, as privatizações ou terceirizações da atual gestão prejudicam o povo.
Segundo a Frente, o atual governo já aumentou 50% a tarifa de água. Outro setor que sofreu reajuste foi da luz. Enquanto União e estados reduziram a tarifa em 18%, a Copel, que no primeiro momento abaixou a conta de luz, já promove novos aumentos para agradar seus acionistas: “Colocar empresas públicas como a Copel para privilegiar os interesses privados e a transferência de recursos pagos pela sociedade é mais uma forma de privatização”, aponta o folheto.
O projeto “Tudo aqui”, que privatiza serviços relacionados à cidadania, a educação, a saúde e o pedágio também são pontos questionados pela FDP. O seminário ocorre na APP-Sindicato, na Avenidade Iguaçu, 880, a partir das 09h00 até as 17h00.
Fonte: SISMUC

Título: Seminário discute privatizações no Paraná, Conteúdo: O movimento, organizado por sindicatos e movimentos sociais, realiza neste sábado (03) um seminário em que discute as privatizações do governo Beto Richa. Segundo o grupo, as privatizações ou terceirizações da atual gestão prejudicam o povo. Segundo a Frente, o atual governo já aumentou 50% a tarifa de água. Outro setor que sofreu reajuste foi da luz. Enquanto União e estados reduziram a tarifa em 18%, a Copel, que no primeiro momento abaixou a conta de luz, já promove novos aumentos para agradar seus acionistas: “Colocar empresas públicas como a Copel para privilegiar os interesses privados e a transferência de recursos pagos pela sociedade é mais uma forma de privatização”, aponta o folheto. O projeto “Tudo aqui”, que privatiza serviços relacionados à cidadania, a educação, a saúde e o pedágio também são pontos questionados pela FDP. O seminário ocorre na APP-Sindicato, na Avenidade Iguaçu, 880, a partir das 09h00 até as 17h00. Fonte: SISMUC



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.