Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Pressione seu senador a dizer NÃO ao congelamento dos salários dos servidores

Confetam/CUT orienta federações, sindicatos e servidores municipais da base a pressionarem o Senado contra a PEC 186, também chamada de PEC Emergencial. Relatório da proposta será lido hoje na Casa

Escrito por: Confetam/CUT • Publicado em: 02/03/2021 - 16:01 • Última modificação: 02/03/2021 - 16:15 Escrito por: Confetam/CUT Publicado em: 02/03/2021 - 16:01 Última modificação: 02/03/2021 - 16:15

. .

Atenção, muita atenção, servidores municipais!

O Congresso está prestes a criar uma regra PERMANENTE que prevê o congelamento dos salários de servidores públicos federais, estaduais e municipais, mesmo para repor a inflação, toda vez que as despesas obrigatórias da União atingirem 94% da despesa sujeita ao Teto de Gastos.

Tudo isso faz parte do atual conteúdo da PEC 186, cujo relatório será apresentado na tarde de hoje no Senado Federal.

A medida faz parte do pacote de maldades de Bolsonaro e Guedes, que mira o funcionalismo público.

Resista! Pressione os senadores!

Não ao congelamento salarial infinito!

#AuxílioEmergencialSim #PEC186Não

Título: Pressione seu senador a dizer NÃO ao congelamento dos salários dos servidores, Conteúdo: Atenção, muita atenção, servidores municipais! O Congresso está prestes a criar uma regra PERMANENTE que prevê o congelamento dos salários de servidores públicos federais, estaduais e municipais, mesmo para repor a inflação, toda vez que as despesas obrigatórias da União atingirem 94% da despesa sujeita ao Teto de Gastos. Tudo isso faz parte do atual conteúdo da PEC 186, cujo relatório será apresentado na tarde de hoje no Senado Federal. A medida faz parte do pacote de maldades de Bolsonaro e Guedes, que mira o funcionalismo público. Resista! Pressione os senadores! Não ao congelamento salarial infinito! #AuxílioEmergencialSim #PEC186Não



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.