Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Pelotas: Trabalhadores em educação definem mobilização

Escrito por: • Publicado em: 16/04/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 16/04/2014 - 00:00

Reunidos em assembleia realizada na quarta-feira à tarde e promovida pelo Sindicato dos Municipários, os trabalhadores municipais em educação decidiram por paralisar as atividades e realizar ato de protesto no próximo dia 24. Na pauta da assembleia foram abordados a mobilização pelo piso do magistério, a contratação milionária da empresa de consultoria Falconi, os encontros Municipal, Estadual e Nacional de Educação e as escolas de lata (containers).
A informação é da presidente do Simp, Tatiane Lopes Rodrigues, acrescentando que naquela data além da paralisação os trabalhadores em educação estarão concentrados em frente à Prefeitura onde realizam almoço a partir das 11h, denominado “Carreteiro dos sem…(sem piso, sem mínimo nacional e sem condições de trabalho)”.
À tarde a atividade será denominada “A Educação vai à Forra”, quando a Prefeitura será forrada com faixas e cartazes denunciando à população o descaso e o desrespeito do Governo Municipal com a nossa educação.
Fonte: SIMP

Título: Pelotas: Trabalhadores em educação definem mobilização, Conteúdo: Reunidos em assembleia realizada na quarta-feira à tarde e promovida pelo Sindicato dos Municipários, os trabalhadores municipais em educação decidiram por paralisar as atividades e realizar ato de protesto no próximo dia 24. Na pauta da assembleia foram abordados a mobilização pelo piso do magistério, a contratação milionária da empresa de consultoria Falconi, os encontros Municipal, Estadual e Nacional de Educação e as escolas de lata (containers). A informação é da presidente do Simp, Tatiane Lopes Rodrigues, acrescentando que naquela data além da paralisação os trabalhadores em educação estarão concentrados em frente à Prefeitura onde realizam almoço a partir das 11h, denominado “Carreteiro dos sem…(sem piso, sem mínimo nacional e sem condições de trabalho)”. À tarde a atividade será denominada “A Educação vai à Forra”, quando a Prefeitura será forrada com faixas e cartazes denunciando à população o descaso e o desrespeito do Governo Municipal com a nossa educação. Fonte: SIMP



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.