Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

PEC 32 é aprovada na comissão especial da Câmara e Confetam convoca Plenária Nacional

Por uma diferença de dez votos, matéria foi aprovada nesta quinta (23). Servidores municipais se reúnem nesta sexta (24) para traçar estratégia conjunta com o objetivo de derrotar a PEC 32 no Plenário

Escrito por: Déborah Lima • Publicado em: 23/09/2021 - 18:10 • Última modificação: 23/09/2021 - 20:36 Escrito por: Déborah Lima Publicado em: 23/09/2021 - 18:10 Última modificação: 23/09/2021 - 20:36

. .

Na segunda semana de batalha contra a Reforma Administrativa (PEC 32) na Câmara dos Deputados, dirigentes da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), das federações estaduais filiadas e de sindicatos de servidores municipais CUTistas de todo o Brasil, se reúnem, às 19 horas desta sexta-feira (24), para fazer o balanço nacional das ações das entidades do Ramo contra a PEC 32.

Por 28 votos a 18, a sétima versão do relatório da matéria foi aprovada na comissão especial da Câmara, no final da tarde desta quinta-feira (23). A luta segue agora no Plenário da Casa, onde o desgoverno Bolsonaro precisa de 308 votos para aprovar a proposta. 

Balão de ensaio

Para o secretário-geral da Confetam, João Gabriel Buonovita, as movimentações dos governistas nos últimos dias na Câmara não passaram de um “balão de ensaio” para testar a reação dos deputados contrários à PEC. “O que aconteceu nesses dias aqui em Brasília foi uma demonstração clara de que o governo não tem as condições ainda para aprovar a Reforma Administrativa no Plenário. A maior expressão disso é que, nos últimos três dias, eles fizeram um ‘tira e põe’ um ‘estica e puxa’ no relatório, tentando fazer acordos, manobras, testar a posição dos parlamentares contrários com mudanças no relatório”, analisou.

O dirigente também fez referência às manobras dos governistas para garantir maioria na votação da matéria, entre elas a troca de parlamentares. “Para conseguir os votos necessários para aprovar o relatório da comissão, o governo trocou, na calada da noite, dez dos quase 40 membros, dez pessoas que nem sequer tinham participado nas últimas semanas da comissão especial. Eles vieram só para apertar o dedinho porque (os que foram substituídos) estavam titubeando, tinham dúvidas e a alguns, possivelmente, nós viramos o voto”, acredita.

Planejamento das próximas ações

A Plenária Nacional do Ramo dos Servidores Municipais traçará uma estratégia de ação conjunta contra a Reforma Administrativa, que privatiza os serviços públicos, acaba com os concursos e a estabilidade, reduz salários dos servidores, destrói direitos constitucionais e entrega o Estado brasileiro a relações de compadrio.

Feito o balanço, o foco do debate da Plenária dos Municipais será o planejamento das ações das entidades do Ramo na próxima semana para pressionar os deputados federais nos municípios, nos estados e em Brasília.

Decidir juntos os novos passos

“O que nos aguarda é muita luta, é muita batalha! Por isso, precisamos nos manter unidos, com mobilizações coordenadas. Nós estamos prestes a derrotar essa PEC. As dificuldades estão postas, por isso precisamos intensificar a nossa luta! Vamos decidir juntos e juntas os próximos passos”, convoca a presidenta da Confetam/CUT, Jucélia Vargas.

“É possível derrotar a PEC 32! É possível no Plenário impedir que o governo tenha os 308 votos necessários. O que vai definir isso é a mobilização nas cidades e em todos os estados, a mobilização nos escritórios políticos dos deputados, para que a gente possa garantir que tenha deputados, inclusive da base do governo, que mudem o voto”, assinalou o secretário-geral da entidade.

Título: PEC 32 é aprovada na comissão especial da Câmara e Confetam convoca Plenária Nacional, Conteúdo: Na segunda semana de batalha contra a Reforma Administrativa (PEC 32) na Câmara dos Deputados, dirigentes da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), das federações estaduais filiadas e de sindicatos de servidores municipais CUTistas de todo o Brasil, se reúnem, às 19 horas desta sexta-feira (24), para fazer o balanço nacional das ações das entidades do Ramo contra a PEC 32. Por 28 votos a 18, a sétima versão do relatório da matéria foi aprovada na comissão especial da Câmara, no final da tarde desta quinta-feira (23). A luta segue agora no Plenário da Casa, onde o desgoverno Bolsonaro precisa de 308 votos para aprovar a proposta.  Balão de ensaio Para o secretário-geral da Confetam, João Gabriel Buonovita, as movimentações dos governistas nos últimos dias na Câmara não passaram de um “balão de ensaio” para testar a reação dos deputados contrários à PEC. “O que aconteceu nesses dias aqui em Brasília foi uma demonstração clara de que o governo não tem as condições ainda para aprovar a Reforma Administrativa no Plenário. A maior expressão disso é que, nos últimos três dias, eles fizeram um ‘tira e põe’ um ‘estica e puxa’ no relatório, tentando fazer acordos, manobras, testar a posição dos parlamentares contrários com mudanças no relatório”, analisou. O dirigente também fez referência às manobras dos governistas para garantir maioria na votação da matéria, entre elas a troca de parlamentares. “Para conseguir os votos necessários para aprovar o relatório da comissão, o governo trocou, na calada da noite, dez dos quase 40 membros, dez pessoas que nem sequer tinham participado nas últimas semanas da comissão especial. Eles vieram só para apertar o dedinho porque (os que foram substituídos) estavam titubeando, tinham dúvidas e a alguns, possivelmente, nós viramos o voto”, acredita. Planejamento das próximas ações A Plenária Nacional do Ramo dos Servidores Municipais traçará uma estratégia de ação conjunta contra a Reforma Administrativa, que privatiza os serviços públicos, acaba com os concursos e a estabilidade, reduz salários dos servidores, destrói direitos constitucionais e entrega o Estado brasileiro a relações de compadrio. Feito o balanço, o foco do debate da Plenária dos Municipais será o planejamento das ações das entidades do Ramo na próxima semana para pressionar os deputados federais nos municípios, nos estados e em Brasília. Decidir juntos os novos passos “O que nos aguarda é muita luta, é muita batalha! Por isso, precisamos nos manter unidos, com mobilizações coordenadas. Nós estamos prestes a derrotar essa PEC. As dificuldades estão postas, por isso precisamos intensificar a nossa luta! Vamos decidir juntos e juntas os próximos passos”, convoca a presidenta da Confetam/CUT, Jucélia Vargas. “É possível derrotar a PEC 32! É possível no Plenário impedir que o governo tenha os 308 votos necessários. O que vai definir isso é a mobilização nas cidades e em todos os estados, a mobilização nos escritórios políticos dos deputados, para que a gente possa garantir que tenha deputados, inclusive da base do governo, que mudem o voto”, assinalou o secretário-geral da entidade.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.