Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

No Dia do Jornalista, profissionais debatem a crise e o papel dos coletivos na comunicação contra-hegemônica

Evento contará com as participações da jornalista Laura Capriglione, do coletivo Jornalistas Livres, e do ativista digital Uirá Porã, da Mídia Ninja.

Escrito por: Confetam • Publicado em: 07/04/2016 - 10:54 • Última modificação: 08/04/2016 - 20:36 Escrito por: Confetam Publicado em: 07/04/2016 - 10:54 Última modificação: 08/04/2016 - 20:36

. .

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) comemora o 7 de abril, Dia do Jornalista, com debate intitulado “O Jornalismo e a crise política brasileira: o papel dos coletivos na comunicação contra-hegemônica”, às 19h, no auditório do Sebrae /CE (Avenida Monsenhor Tabosa, 777, Praia de Iracema). O objetivo do evento é reunir a categoria para refletir sobre os últimos acontecimentos da política brasileira e sua relação com a cobertura midiática.

“O Sindjorce pretende debater, com jornalistas e estudantes, o papel da nossa categoria e dos meios de comunicação na conjuntura nacional de crise política e econômica”, afirma a presidente do Sindjorce e 2ª Tesoureira da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Samira de Castro.

Dois profissionais foram convidados para a discussão: a jornalista Laura Capriglione, do coletivo Jornalistas Livres, e o ativista digital Uirá Porã, da Mídia Ninja no Ceará. A proposta é mostrar exemplos de coberturas colaborativas contra a manipulação política da mídia tradicional, com narrativas independentes, feitas por jornalistas e outros profissionais do ramo da Comunicação.

“Nós, jornalistas e comunicadores, temos uma grande responsabilidade neste grave momento da história brasileira. Precisamos debater e tomar posicionamento em defesa da democracia, do estado de direito e da liberdade de expressão”, completa o secretário-geral do Sindjorce, Rafael Mesquita, um dos idealizadores do coletivo cearense Comunicadores pela Democracia.

Saiba mais sobre os convidados

Laura Capriglione é formada em Física, com mestrado em Sociologia pela USP. Tem larga experiência nos jornais Folha de São Paulo, Notícias Populares e nas revistas Veja e Viva Mais. Dirigiu o núcleo feminino das revistas da Editora Globo. Em 1994 ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo com a matéria “Mulher, a grande mudança no Brasil”, e, em 2014, aceitou o desafio de produzir conteúdo jornalístico independente com foco em Segurança Pública, Justiça e Direitos Humanos. Atua de maneira colaborativa com o grupo Jornalistas Livres, de São Paulo.

Uirá Porã é hacker convicto, tem mais de 12 anos de experiência articulando e incentivando governos, organizações e movimentos sociais a lidar e inovar com o digital. Idealizou dezenas de ambientes, aplicativos e sistemas digitais, além de diversos projetos e eventos na área da cultura e da tecnologia digital. Articulador e consultor nos setores público e privado, já atuou nas esferas de governo municipal, estadual e federal, nos poderes executivo e legislativo, nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Ceará, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal.

Serviço:
O Jornalismo e a crise política brasileira: o papel dos coletivos na comunicação contra-hegemônica
Data: 07/04/2016
Hora: 19 às 22 horas
Local: Auditório do Sebrae /CE (Avenida Monsenhor Tabosa, 777, Praia de Iracema

Com informações do Sindjorce.

Título: No Dia do Jornalista, profissionais debatem a crise e o papel dos coletivos na comunicação contra-hegemônica, Conteúdo: O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará (Sindjorce) comemora o 7 de abril, Dia do Jornalista, com debate intitulado “O Jornalismo e a crise política brasileira: o papel dos coletivos na comunicação contra-hegemônica”, às 19h, no auditório do Sebrae /CE (Avenida Monsenhor Tabosa, 777, Praia de Iracema). O objetivo do evento é reunir a categoria para refletir sobre os últimos acontecimentos da política brasileira e sua relação com a cobertura midiática. “O Sindjorce pretende debater, com jornalistas e estudantes, o papel da nossa categoria e dos meios de comunicação na conjuntura nacional de crise política e econômica”, afirma a presidente do Sindjorce e 2ª Tesoureira da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Samira de Castro. Dois profissionais foram convidados para a discussão: a jornalista Laura Capriglione, do coletivo Jornalistas Livres, e o ativista digital Uirá Porã, da Mídia Ninja no Ceará. A proposta é mostrar exemplos de coberturas colaborativas contra a manipulação política da mídia tradicional, com narrativas independentes, feitas por jornalistas e outros profissionais do ramo da Comunicação. “Nós, jornalistas e comunicadores, temos uma grande responsabilidade neste grave momento da história brasileira. Precisamos debater e tomar posicionamento em defesa da democracia, do estado de direito e da liberdade de expressão”, completa o secretário-geral do Sindjorce, Rafael Mesquita, um dos idealizadores do coletivo cearense Comunicadores pela Democracia. Saiba mais sobre os convidados Laura Capriglione é formada em Física, com mestrado em Sociologia pela USP. Tem larga experiência nos jornais Folha de São Paulo, Notícias Populares e nas revistas Veja e Viva Mais. Dirigiu o núcleo feminino das revistas da Editora Globo. Em 1994 ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo com a matéria “Mulher, a grande mudança no Brasil”, e, em 2014, aceitou o desafio de produzir conteúdo jornalístico independente com foco em Segurança Pública, Justiça e Direitos Humanos. Atua de maneira colaborativa com o grupo Jornalistas Livres, de São Paulo. Uirá Porã é hacker convicto, tem mais de 12 anos de experiência articulando e incentivando governos, organizações e movimentos sociais a lidar e inovar com o digital. Idealizou dezenas de ambientes, aplicativos e sistemas digitais, além de diversos projetos e eventos na área da cultura e da tecnologia digital. Articulador e consultor nos setores público e privado, já atuou nas esferas de governo municipal, estadual e federal, nos poderes executivo e legislativo, nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Ceará, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal. Serviço: O Jornalismo e a crise política brasileira: o papel dos coletivos na comunicação contra-hegemônica Data: 07/04/2016 Hora: 19 às 22 horas Local: Auditório do Sebrae /CE (Avenida Monsenhor Tabosa, 777, Praia de Iracema Com informações do Sindjorce.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.