Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Municipários de Sant’Ana do Livramento fazem paralisação

Os servidores públicos municipais de Sant’Ana do Livramento paralisaram suas atividades nos dias 19,20 e 21 de maio.

Escrito por: • Publicado em: 26/05/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 26/05/2014 - 00:00

Realizadas de forma ordeira e organizada, as atividades de mobilização e luta enalteceram o funcionalismo público e a atuação do Sindicato junto à categoria. Em um dos chamados da imprensa, a expressão “O dia em que livramento parou” resume a atividade em que cerca de 850 funcionários caminharam pelas ruas da cidade, com cartazes e faixas, reivindicando aumento real de salário, vale-refeição entre outros itens da pauta da Campanha Salarial 2014. A caminhada terminou dentro do prédio da Prefeitura municipal.
Num segundo momento, o secretário de Formação da FEMERGS, Gerson Pereira, que também integra a direção do Sindicato, utilizou a Tribuna da Câmara de Vereadores, junto com os funcionários públicos, que lotaram o recinto. Por mais de duas horas, o sindicalista respondeu às perguntas feitas pelos vereadores, mostrando a realidade que levou o funcionalismo a parar. Em decorrência dessa explanação, os vereadores assinaram uma moção de apoio às reivindicações apresentadas. Na próxima terça- feira, dia 27 de maio, será realizada nova assembleia para deliberações futuras.
A paralisação foi aprovada na assembleia geral dos municipários, realizada no dia 13 de maio, e que contou com a participação de mais de 500 servidores.


Título: Municipários de Sant’Ana do Livramento fazem paralisação, Conteúdo: Realizadas de forma ordeira e organizada, as atividades de mobilização e luta enalteceram o funcionalismo público e a atuação do Sindicato junto à categoria. Em um dos chamados da imprensa, a expressão “O dia em que livramento parou” resume a atividade em que cerca de 850 funcionários caminharam pelas ruas da cidade, com cartazes e faixas, reivindicando aumento real de salário, vale-refeição entre outros itens da pauta da Campanha Salarial 2014. A caminhada terminou dentro do prédio da Prefeitura municipal. Num segundo momento, o secretário de Formação da FEMERGS, Gerson Pereira, que também integra a direção do Sindicato, utilizou a Tribuna da Câmara de Vereadores, junto com os funcionários públicos, que lotaram o recinto. Por mais de duas horas, o sindicalista respondeu às perguntas feitas pelos vereadores, mostrando a realidade que levou o funcionalismo a parar. Em decorrência dessa explanação, os vereadores assinaram uma moção de apoio às reivindicações apresentadas. Na próxima terça- feira, dia 27 de maio, será realizada nova assembleia para deliberações futuras. A paralisação foi aprovada na assembleia geral dos municipários, realizada no dia 13 de maio, e que contou com a participação de mais de 500 servidores.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.