Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Municipários de Pinheiro Machado conquistam aumento real

Na revisão geral anual será aplicado o IGPM, com percentual de 5,76%, mais um aumento real de 2,24%, totalizando 8% de reajuste para os servidores

Escrito por: • Publicado em: 09/04/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 09/04/2014 - 00:00

O Sindicato dos Municipários de Pinheiro Machado (SiMPiM), após várias reuniões da diretoria com o Executivo municipal, para negociação salarial referente a data-base 2014, conquistou, no último dia 14 de março, a conclusão do processo com ganho real.
O aumento eleva o menor salário padrão para R$737,47. Na Educação, o aumento real foi maior, devido ao fato do município ainda não pagar o Piso do Magistério, ficando, então, o índice de aumento real de 3,24%, totalizando 9% para os professores. O aumento já foi aprovado em sessão extraordinária da Câmara de Vereadores, no dia 21 de março. Todos os funcionários já receberam seus salários com aumento dia 31 de março.
“Foi uma vitória para os municipários, mas mesmo assim a luta continua, pelo Piso do Magistério, pelo Salário Mínimo Regional do Rio Grande do Sul, pela Implantação dos seis meses na Licença Maternidade e pela jornada de trabalho máxima de 40 horas”, afirmou o presidente do SiMPiM, Protásio Silveira da Rosa.
Fonte: FEMERGS

Título: Municipários de Pinheiro Machado conquistam aumento real, Conteúdo: O Sindicato dos Municipários de Pinheiro Machado (SiMPiM), após várias reuniões da diretoria com o Executivo municipal, para negociação salarial referente a data-base 2014, conquistou, no último dia 14 de março, a conclusão do processo com ganho real. O aumento eleva o menor salário padrão para R$737,47. Na Educação, o aumento real foi maior, devido ao fato do município ainda não pagar o Piso do Magistério, ficando, então, o índice de aumento real de 3,24%, totalizando 9% para os professores. O aumento já foi aprovado em sessão extraordinária da Câmara de Vereadores, no dia 21 de março. Todos os funcionários já receberam seus salários com aumento dia 31 de março. “Foi uma vitória para os municipários, mas mesmo assim a luta continua, pelo Piso do Magistério, pelo Salário Mínimo Regional do Rio Grande do Sul, pela Implantação dos seis meses na Licença Maternidade e pela jornada de trabalho máxima de 40 horas”, afirmou o presidente do SiMPiM, Protásio Silveira da Rosa. Fonte: FEMERGS



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.