Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Maracanaú contra o golpe: Frente Popular será lançada dia 30

Em reunião no Sindicato Unificado dos Trabalhadores em Educação do Município (Suprema), os participantes decidiram se organizar em defesa da democracia.

Escrito por: Confetam • Publicado em: 24/03/2016 - 21:47 • Última modificação: 29/03/2016 - 14:00 Escrito por: Confetam Publicado em: 24/03/2016 - 21:47 Última modificação: 29/03/2016 - 14:00

. Nove entidades participaram da reunião

Professores, servidores municipais, advogados, agricultores, estudantes e trabalhadores do município de Maracanaú se encontrram, nesta quarta-feira (23), na sede do Suprema, para discutir a atual conjuntura do País e elaborar um plano emergencial de defesa da democracia. As dezenas de pessoas que estiveram presentes, representando nove entidades, demonstraram profunda preocupação com o cenário político atual.

"Não temos dúvida de que um golpe civil está em andamento com um duplo objetivo: destituir uma presidente democraticamente eleita e inviabilizar a candidatura do Lula às eleições presidenciais de 2018. Portanto, é urgente a organização dos cidadãos e cidadãs para reagirem contra esse atentado à democracia", afirma a presidente da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam), Vilani Oliveira.

Além da Confetam e do Suprema, também participaram da reunião PDT, PHS, PT, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Levante Popular da Juventude, OAB Maracanaú e Banco Paju, instituição que trabalha com moeda própria, numa experiência inusitada na cidade.

Encaminhamentos

Ficou deliberado que, na próxima semana, o grupo promoverá panfletagem nas escolas do município, entre elas o Liceu de Maracanaú e o colégio Martins Filho, para incentivar a comunidade a participar do "Ato contra o golpe em defesa da democracia", marcada para o dia 31, em Fortaleza.

As atividades nas escolas acontecerão no dia 29, às 6h30 no Liceu, e às 12h30 no Colégio Martins Filho. Para a atividade do dia 31, na Capital, serão levados três ônibus do município. 

O principal encaminhamento da reunião foi a construção da Frente Popular de Maracanaú, marcada para o dia 30, às 16h, em frente ao Shopping de Maracanaú, com a promoção de bandeiraço e panfletagem.

"Fizemos um bom debate no Suprema, entidade que cumpre o seu papel para além do corporativismo e dialogando com a sociedade. Não vai ter golpe!", concluiu a presidente da Confetam.

O grupo agendou ainda uma próxima reunião de avaliação e planejamento para o dia 6 de abril, às 18h30, na sede do Suprema.  

Confira o calendário 

Dia 29: panfletagem às 6h30 no Liceu de Maracanaú e às 12h30 no Colégio Martins Filho
Dia 30: construção da Frente Popular do Município, com concentração e panfletagem às 16h, em frente a CDL, e caminhada com bandeiraço pelas ruas do Centro até o Shopping de Maracanaú
Dia 31: ato em Fortaleza, com concentração às 15h na Praça da Bandeira e passeata até e Centro de Arte e Cultura Dragão do Mar

Dia 06 de abril: reunião de avaliação e planejamento, às 18h30, na sede do Suprema

 

Título: Maracanaú contra o golpe: Frente Popular será lançada dia 30, Conteúdo: Professores, servidores municipais, advogados, agricultores, estudantes e trabalhadores do município de Maracanaú se encontrram, nesta quarta-feira (23), na sede do Suprema, para discutir a atual conjuntura do País e elaborar um plano emergencial de defesa da democracia. As dezenas de pessoas que estiveram presentes, representando nove entidades, demonstraram profunda preocupação com o cenário político atual. Não temos dúvida de que um golpe civil está em andamento com um duplo objetivo: destituir uma presidente democraticamente eleita e inviabilizar a candidatura do Lula às eleições presidenciais de 2018. Portanto, é urgente a organização dos cidadãos e cidadãs para reagirem contra esse atentado à democracia, afirma a presidente da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam), Vilani Oliveira. Além da Confetam e do Suprema, também participaram da reunião PDT, PHS, PT, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Levante Popular da Juventude, OAB Maracanaú e Banco Paju, instituição que trabalha com moeda própria, numa experiência inusitada na cidade. Encaminhamentos Ficou deliberado que, na próxima semana, o grupo promoverá panfletagem nas escolas do município, entre elas o Liceu de Maracanaú e o colégio Martins Filho, para incentivar a comunidade a participar do Ato contra o golpe em defesa da democracia, marcada para o dia 31, em Fortaleza. As atividades nas escolas acontecerão no dia 29, às 6h30 no Liceu, e às 12h30 no Colégio Martins Filho. Para a atividade do dia 31, na Capital, serão levados três ônibus do município.  O principal encaminhamento da reunião foi a construção da Frente Popular de Maracanaú, marcada para o dia 30, às 16h, em frente ao Shopping de Maracanaú, com a promoção de bandeiraço e panfletagem. Fizemos um bom debate no Suprema, entidade que cumpre o seu papel para além do corporativismo e dialogando com a sociedade. Não vai ter golpe!, concluiu a presidente da Confetam. O grupo agendou ainda uma próxima reunião de avaliação e planejamento para o dia 6 de abril, às 18h30, na sede do Suprema.   Confira o calendário  Dia 29: panfletagem às 6h30 no Liceu de Maracanaú e às 12h30 no Colégio Martins Filho Dia 30: construção da Frente Popular do Município, com concentração e panfletagem às 16h, em frente a CDL, e caminhada com bandeiraço pelas ruas do Centro até o Shopping de Maracanaú Dia 31: ato em Fortaleza, com concentração às 15h na Praça da Bandeira e passeata até e Centro de Arte e Cultura Dragão do Mar Dia 06 de abril: reunião de avaliação e planejamento, às 18h30, na sede do Suprema  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.