Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Lei da Mordaça é apresentada no Senado. Vamos opinar e dizer não ao retrocesso

O Senado abriu consulta para que as pessoas possam se manifestar contra ou a favor do projeto "Escola sem Partido". Vote não ao retrocesso!

Escrito por: André Barreto • Publicado em: 18/07/2016 - 15:59 • Última modificação: 19/07/2016 - 14:45 Escrito por: André Barreto Publicado em: 18/07/2016 - 15:59 Última modificação: 19/07/2016 - 14:45

. .

Em mais uma iniciativa parlamentar com o objetivo de impor a mordaça aos educadores, o senador Magno Malta (PR/ES) apresentou o Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 193/2016, que inclui entre as diretrizes e bases da educação o “Programa Escola sem Partido”.

Apresentar projetos semelhantes em diversas Câmaras Municipais, Assembleias Legislativas, Câmara Legislativa, Câmara dos Deputados e Senado Federal é a estratégia utilizada para emplacar a ideologia “sem partido”.

Atualmente, o PLS 193 está na Comissão de Educação, Cultura e Esporte, cuja relatoria ficou a cargo do senador Cristovam Buarque (PPS/DF).

Consulta pública

O Senado abriu uma consulta pública para que as pessoas possam se manifestar contra ou a favor do projeto.

>>> Para votar basta clicar aqui.

É sempre bom lembrar que o magistério tem se reunido nacionalmente para combater este tipo de projeto nos estados e municípios. Agora temos, mais uma vez, a oportunidade de dizer não a iniciativas nefastas como esta, que ameaça censurar o magistério e acabar com a liberdade de expressão dos professores durante o exercício profissional. 

Vamos dizer não à Lei da Mordaça e à Escola sem Partido!

Título: Lei da Mordaça é apresentada no Senado. Vamos opinar e dizer não ao retrocesso, Conteúdo: Em mais uma iniciativa parlamentar com o objetivo de impor a mordaça aos educadores, o senador Magno Malta (PR/ES) apresentou o Projeto de Lei do Senado (PLS) nº 193/2016, que inclui entre as diretrizes e bases da educação o “Programa Escola sem Partido”. Apresentar projetos semelhantes em diversas Câmaras Municipais, Assembleias Legislativas, Câmara Legislativa, Câmara dos Deputados e Senado Federal é a estratégia utilizada para emplacar a ideologia “sem partido”. Atualmente, o PLS 193 está na Comissão de Educação, Cultura e Esporte, cuja relatoria ficou a cargo do senador Cristovam Buarque (PPS/DF). Consulta pública O Senado abriu uma consulta pública para que as pessoas possam se manifestar contra ou a favor do projeto. >>> Para votar basta clicar aqui. É sempre bom lembrar que o magistério tem se reunido nacionalmente para combater este tipo de projeto nos estados e municípios. Agora temos, mais uma vez, a oportunidade de dizer não a iniciativas nefastas como esta, que ameaça censurar o magistério e acabar com a liberdade de expressão dos professores durante o exercício profissional.  Vamos dizer não à Lei da Mordaça e à Escola sem Partido!



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.