Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Icapuí: professores alcançam 11,36% e atividades meio e saúde 15,8% de reajuste salarial

Também parte das reivindicações, a destinação do precatório do antigo Fundef para a educação deve ser apreciada pela Justiça até amanhã.

Escrito por: Fetamce • Publicado em: 18/02/2016 - 12:52 • Última modificação: 19/02/2016 - 15:29 Escrito por: Fetamce Publicado em: 18/02/2016 - 12:52 Última modificação: 19/02/2016 - 15:29

. Em assembleia da categoria, profissionais aceitaram fechar o acordo salarial

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Icapuí (SINDSERPUMI) realizou Assembleia Geral na manhã desta quarta-feira (17), na pousada de Doralice, onde a categoria aceitou os percentuais de 11,36% de reajuste para o Magistério e 15,8% de crescimento para a remuneração dos profissionais das atividades meio e saúde. Este último percentual é referente ao reajuste anual e correção das distorções na tabela oriundas dos equívocos da campanha salarial de 2015.

As propostas foram discutidas na última negociação com a prefeitura e levadas para a assembleia pela organização sindical. Os demais pontos, como calendário de pagamento, convocação dos concursados, 14º salário dos agentes de endemias, debate sobre a situação dos agentes de trânsito e gratificação de campo de algumas categorias, seguem para debate em negociações posteriores com a gestão.

“Mas uma vez o sindicato demonstra maturidade e capacidade de articulação na condução do processo de negociação, garantindo conquistas importantes da categoria, ao mesmo tempo em que tenta avançar em outras. É preciso parcimônia e muita capacidade de congregar os servidores na condução da sua pauta reivindicatória, levando a mesa de negociação dados das receitas e despesas como forma de subsidiar os argumentos na perspectiva de fundamentar as reivindicações da categoria”, ponderou Celestino Cavalcante, presidente do SINDSERPUMI.

Fundef

Já a destinação de precatório do antigo Fundef para a educação, também parte das reivindicações, segue em debate na Justiça. Segundo o sindicato, o juiz afirmou na útima audiência do caso, realizada na segunda-feira (15), que até amanhã irá julgar a questão. “Nos manteremos vigilantes quanto aos encaminhamentos dados pelo governo após o veredito”, diz o SINDSERPUMI.

Título: Icapuí: professores alcançam 11,36% e atividades meio e saúde 15,8% de reajuste salarial, Conteúdo: O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Icapuí (SINDSERPUMI) realizou Assembleia Geral na manhã desta quarta-feira (17), na pousada de Doralice, onde a categoria aceitou os percentuais de 11,36% de reajuste para o Magistério e 15,8% de crescimento para a remuneração dos profissionais das atividades meio e saúde. Este último percentual é referente ao reajuste anual e correção das distorções na tabela oriundas dos equívocos da campanha salarial de 2015. As propostas foram discutidas na última negociação com a prefeitura e levadas para a assembleia pela organização sindical. Os demais pontos, como calendário de pagamento, convocação dos concursados, 14º salário dos agentes de endemias, debate sobre a situação dos agentes de trânsito e gratificação de campo de algumas categorias, seguem para debate em negociações posteriores com a gestão. “Mas uma vez o sindicato demonstra maturidade e capacidade de articulação na condução do processo de negociação, garantindo conquistas importantes da categoria, ao mesmo tempo em que tenta avançar em outras. É preciso parcimônia e muita capacidade de congregar os servidores na condução da sua pauta reivindicatória, levando a mesa de negociação dados das receitas e despesas como forma de subsidiar os argumentos na perspectiva de fundamentar as reivindicações da categoria”, ponderou Celestino Cavalcante, presidente do SINDSERPUMI. Fundef Já a destinação de precatório do antigo Fundef para a educação, também parte das reivindicações, segue em debate na Justiça. Segundo o sindicato, o juiz afirmou na útima audiência do caso, realizada na segunda-feira (15), que até amanhã irá julgar a questão. “Nos manteremos vigilantes quanto aos encaminhamentos dados pelo governo após o veredito”, diz o SINDSERPUMI.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.