Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Ibope: Dilma recupera patamares de março e tem 40% do eleitorado

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (22) mostra que a presidenta Dilma Rousseff recuperou os patamares de março, quando obteve 40% das preferências dos eleitores.

Escrito por: • Publicado em: 26/05/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 26/05/2014 - 00:00

Em fevereiro, a presidenta tinha 44%, caiu para 40% em março, para 37% em abril e voltou aos 40% em maio. Já Aécio Neves, do PSDB, tinha 14% em fevereiro, 13% em março, 14% em abril e 20% em maio.
Presidenta Dilma Rousseff em campanha (2010).Presidenta Dilma Rousseff em campanha (2010). O candidato do PSDB, Eduardo Campos, aparecia com 6% em fevereiro, março e abril, e subiu para 11% este mês. Votos brancos e nulos caíram de 24%, em abril, para 14%, em maio.
A pesquisa mostra que Dilma Rousseff melhorou sua taxa de intenção de voto entre abril e maio, mas seus adversários diretos cresceram também.
Num eventual segundo turno, foram apresentados quatro cenários aos eleitores. No primeiro, quando a disputa é entre Dilma e Aécio, a presidenta venceria com 43% contra 24%. No segundo, entre Dilma e Campos, ela ficaria em primeiro com 42% contra 22% do ex-governador de Pernambuco.
Diante da pergunta “quem tem mais condições de promover as mudanças de que o país ainda necessita?”, Dilma aparece com 41%, com larga vantagem sobre Aécio (14%) e Campos (6%).
Avaliação do governo
A taxa de quem acha a administração Dilma Rousseff faz um governo ótimo ou bom é de 35%, enquanto o ruim ou péssimo continuou crescendo em maio e chegou a 33%.
Ibope
A pesquisa foi feita por iniciativa do próprio Ibope – o instituto aparece como contratante na documentação entregue à Justiça Eleitoral. Foram ouvidos 2002 eleitores de 140 municípios entre os dias 15 e 19 deste mês.
Fonte: Agência Brasil

Título: Ibope: Dilma recupera patamares de março e tem 40% do eleitorado, Conteúdo: Em fevereiro, a presidenta tinha 44%, caiu para 40% em março, para 37% em abril e voltou aos 40% em maio. Já Aécio Neves, do PSDB, tinha 14% em fevereiro, 13% em março, 14% em abril e 20% em maio. Presidenta Dilma Rousseff em campanha (2010).Presidenta Dilma Rousseff em campanha (2010). O candidato do PSDB, Eduardo Campos, aparecia com 6% em fevereiro, março e abril, e subiu para 11% este mês. Votos brancos e nulos caíram de 24%, em abril, para 14%, em maio. A pesquisa mostra que Dilma Rousseff melhorou sua taxa de intenção de voto entre abril e maio, mas seus adversários diretos cresceram também. Num eventual segundo turno, foram apresentados quatro cenários aos eleitores. No primeiro, quando a disputa é entre Dilma e Aécio, a presidenta venceria com 43% contra 24%. No segundo, entre Dilma e Campos, ela ficaria em primeiro com 42% contra 22% do ex-governador de Pernambuco. Diante da pergunta “quem tem mais condições de promover as mudanças de que o país ainda necessita?”, Dilma aparece com 41%, com larga vantagem sobre Aécio (14%) e Campos (6%). Avaliação do governo A taxa de quem acha a administração Dilma Rousseff faz um governo ótimo ou bom é de 35%, enquanto o ruim ou péssimo continuou crescendo em maio e chegou a 33%. Ibope A pesquisa foi feita por iniciativa do próprio Ibope – o instituto aparece como contratante na documentação entregue à Justiça Eleitoral. Foram ouvidos 2002 eleitores de 140 municípios entre os dias 15 e 19 deste mês. Fonte: Agência Brasil



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.