Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Fetram MA lançará Campanha Salarial Unificada 2017 na próxima semana

Lançamento ocorrerá durante a Reunião Ampliada da entidade, que contará com a presença da presidente da Confetam, Vilani Oliveira

Escrito por: Déborah Lima • Publicado em: 20/01/2017 - 17:38 • Última modificação: 24/01/2017 - 20:23 Escrito por: Déborah Lima Publicado em: 20/01/2017 - 17:38 Última modificação: 24/01/2017 - 20:23

. .

A Federação dos Trabalhadores da Administração e do Serviço Público Municipal do Maranhão (FETRAM/CUT-MA) realizará nos dias 26, 27 e 28 de janeiro, em São Luís, a Reunião Ampliada da entidade. O encontro reunirá os membros das direções executiva e estadual, do conselho fiscal e representantes dos sindicatos filiados à federação que não têm assento na direção da entidade.

Na pauta, o lançamento da Campanha Salarial Unificada 2017, que contará com a presença da presidente da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Vilani Oliveira. Durante o encontro, os dirigentes irão avaliar as atividades desenvolvidas em 2016, o cenário político e econômico atual e definir os encaminhamentos do plano de lutas para 2017.

"Resistir e Lutar, tema da campanha salarial, será a nossa palavra de ordem em 2017. Resistir contra o presidente ilegítimo Michel Temer, lutar pela preservação dos direitos ameaçados pelo governo golpista e defender, de maneira intransigente, a democracia no Brasil", afirma a presidente da Confetam/CUT. Ela destaca que a luta contra as reformas da Previdência e trabalhista serão prioritárias para os servidores públicos municipais no ano que se inicia.

Resistência e luta

O presidente interino da Feram/CUT-MA, José Carlos Rodrigues, avalia que 2016 foi um ano difícil, com fortes manifestações nas ruas, um golpe contra a democracia, descrédito de instituições, retirada de direitos dos trabalhadores, processos eleitorais viciados nos municípios com desigualdade de condições de disputa e muitos embates entre sindicatos e administrações municipais.

"Se o cenário é desafiador, somos chamados a resistr e lutar. Por isso, o momento requer de nós, militantes sindicais, muita calma, sabedoria e coragem para enfrentarmos as adversidades que o ano de 2017 nos trará", afirma José Carlos.

Com informações da FETRAM/CUT-MA

Título: Fetram MA lançará Campanha Salarial Unificada 2017 na próxima semana, Conteúdo: A Federação dos Trabalhadores da Administração e do Serviço Público Municipal do Maranhão (FETRAM/CUT-MA) realizará nos dias 26, 27 e 28 de janeiro, em São Luís, a Reunião Ampliada da entidade. O encontro reunirá os membros das direções executiva e estadual, do conselho fiscal e representantes dos sindicatos filiados à federação que não têm assento na direção da entidade. Na pauta, o lançamento da Campanha Salarial Unificada 2017, que contará com a presença da presidente da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Vilani Oliveira. Durante o encontro, os dirigentes irão avaliar as atividades desenvolvidas em 2016, o cenário político e econômico atual e definir os encaminhamentos do plano de lutas para 2017. Resistir e Lutar, tema da campanha salarial, será a nossa palavra de ordem em 2017. Resistir contra o presidente ilegítimo Michel Temer, lutar pela preservação dos direitos ameaçados pelo governo golpista e defender, de maneira intransigente, a democracia no Brasil, afirma a presidente da Confetam/CUT. Ela destaca que a luta contra as reformas da Previdência e trabalhista serão prioritárias para os servidores públicos municipais no ano que se inicia. Resistência e luta O presidente interino da Feram/CUT-MA, José Carlos Rodrigues, avalia que 2016 foi um ano difícil, com fortes manifestações nas ruas, um golpe contra a democracia, descrédito de instituições, retirada de direitos dos trabalhadores, processos eleitorais viciados nos municípios com desigualdade de condições de disputa e muitos embates entre sindicatos e administrações municipais. Se o cenário é desafiador, somos chamados a resistr e lutar. Por isso, o momento requer de nós, militantes sindicais, muita calma, sabedoria e coragem para enfrentarmos as adversidades que o ano de 2017 nos trará, afirma José Carlos. Com informações da FETRAM/CUT-MA



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.