Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Fetamce divulga nota de apoio ao movimento grevista dos professores de Fortaleza

Enquanto trabalhadores, reforçamos o papel do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute) na condução das negociações com a Prefeitura Municipal e orientando a categoria.

Escrito por: • Publicado em: 06/08/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 06/08/2014 - 00:00

Nós que fazemos a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), entidade representativa de servidores municipais de 156 municípios cearenses, declaramos total apoio à greve dos professores da rede pública de Fortaleza, que se inicia nesta sexta-feira (1/8).
Defendemos também a greve, enquanto direito constitucionalmente previsto, que foi iniciada exatamente porque se negociava sem greve e nada avançava, tornando-se óbvia a necessidade de a administração pública sentar à mesa e apresentar, finalmente, uma solução ao impasse, porque o maior prejudicado, além dos professores, é a população.
Nossas mídias, nossos militantes e nossa esperança se juntam ao esforço de mobilização dos professores de Fortaleza que reivindicam reajuste do Vale Alimentação, pagamento dos anuênios atrasados, realização imediata de concursos públicos para encerrar o regime de contratação de professores substitutos, pagamento do valor do Passcard em dinheiro e redução da carga horária.
Avante companheiros! Juntos somos fortes!

Título: Fetamce divulga nota de apoio ao movimento grevista dos professores de Fortaleza, Conteúdo: Nós que fazemos a Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), entidade representativa de servidores municipais de 156 municípios cearenses, declaramos total apoio à greve dos professores da rede pública de Fortaleza, que se inicia nesta sexta-feira (1/8). Defendemos também a greve, enquanto direito constitucionalmente previsto, que foi iniciada exatamente porque se negociava sem greve e nada avançava, tornando-se óbvia a necessidade de a administração pública sentar à mesa e apresentar, finalmente, uma solução ao impasse, porque o maior prejudicado, além dos professores, é a população. Nossas mídias, nossos militantes e nossa esperança se juntam ao esforço de mobilização dos professores de Fortaleza que reivindicam reajuste do Vale Alimentação, pagamento dos anuênios atrasados, realização imediata de concursos públicos para encerrar o regime de contratação de professores substitutos, pagamento do valor do Passcard em dinheiro e redução da carga horária. Avante companheiros! Juntos somos fortes!



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.