Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Encontros Nacionais promovidos pela Secretaria da Mulher Trabalhadora da CUT Nacional

Iniciou na última segunda-feira, dia 12 de maio, uma série de Encontros Nacionais promovidos pela Secretaria da Mulher Trabalhadora da CUT Nacional.

Escrito por: • Publicado em: 13/05/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 13/05/2014 - 00:00

Como uma entidade orgânica a CUT, a CONFETAM que tem ampla discussão sobre o empoderamento das mulheres, participa desse ciclo de formação com duas grandes lideranças: Carmem Santiago (Secretária de Relações do Trabalho) e Jucélia Vargas (Secretária Geral).
De acordo com Jucélia Vargas, o objetivo de participar desse importantemomento de formação para as mulheres trabalhadoras é de em seguida assumir o “compromisso em multiplicar o diagnóstico da realidade das mulheres nos municípios através de seminários.”
Esse primeiro encontro acontece no Cajamar em São Paulo até o dia 15 de Maio.
Carmem Santiago disse que os Municipais representados pela CONFETAM tem uma verdadeira plataforma em que há políticas sindicais com fortes proposições para influenciar as políticas públicas para as mulheres do Brasil.
“Vivemos nos últimos dois anos uma verdadeira revolução em políticas para as mulheres. Uma das maiores conquistas foi a criação da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres com status de Ministério. Temos conseguido algumas transformações importantes. Uma delas também foi a eleição da primeira mulher para a Presidência da República. Queremos avançar mais no próximo período” - afirmou a sindicalista cearense Carmem Santiago.
Os próximos módulos estão agendados para agosto, novembro e dezembro. Os demais encontros serão realizados em 2015.
A CONFETAM acredita que o empoderamento das trabalhadoras passa pelo fortalecimento da cidadania dessas mulheres para conquistar maior igualdade no trabalho, na sociedade e no movimento sindical com ênfase na formalização, na garantia de direitos trabalhistas e previdenciários, seja através de mudanças na legislação, ampliação de cláusulas relacionadas aos direitos das trabalhadoras nos instrumentos normativos (acordos e convenções coletivas) e no desenvolvimento de elaborações e pesquisas que contribuam para eliminar a desigual divisão sexual do trabalho, as diferenças salariais e de acesso e permanência das mulheres no mundo do trabalho.

Título: Encontros Nacionais promovidos pela Secretaria da Mulher Trabalhadora da CUT Nacional, Conteúdo: Como uma entidade orgânica a CUT, a CONFETAM que tem ampla discussão sobre o empoderamento das mulheres, participa desse ciclo de formação com duas grandes lideranças: Carmem Santiago (Secretária de Relações do Trabalho) e Jucélia Vargas (Secretária Geral). De acordo com Jucélia Vargas, o objetivo de participar desse importantemomento de formação para as mulheres trabalhadoras é de em seguida assumir o “compromisso em multiplicar o diagnóstico da realidade das mulheres nos municípios através de seminários.” Esse primeiro encontro acontece no Cajamar em São Paulo até o dia 15 de Maio. Carmem Santiago disse que os Municipais representados pela CONFETAM tem uma verdadeira plataforma em que há políticas sindicais com fortes proposições para influenciar as políticas públicas para as mulheres do Brasil. “Vivemos nos últimos dois anos uma verdadeira revolução em políticas para as mulheres. Uma das maiores conquistas foi a criação da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres com status de Ministério. Temos conseguido algumas transformações importantes. Uma delas também foi a eleição da primeira mulher para a Presidência da República. Queremos avançar mais no próximo período” - afirmou a sindicalista cearense Carmem Santiago. Os próximos módulos estão agendados para agosto, novembro e dezembro. Os demais encontros serão realizados em 2015. A CONFETAM acredita que o empoderamento das trabalhadoras passa pelo fortalecimento da cidadania dessas mulheres para conquistar maior igualdade no trabalho, na sociedade e no movimento sindical com ênfase na formalização, na garantia de direitos trabalhistas e previdenciários, seja através de mudanças na legislação, ampliação de cláusulas relacionadas aos direitos das trabalhadoras nos instrumentos normativos (acordos e convenções coletivas) e no desenvolvimento de elaborações e pesquisas que contribuam para eliminar a desigual divisão sexual do trabalho, as diferenças salariais e de acesso e permanência das mulheres no mundo do trabalho.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.