Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Em nota, CUT manifesta repúdio aos insultos dirigidos à presidenta Dilma durante a Copa

Ataques foram uma demonstração de ódio, de uma elite branca e conservadora, que não admite a ascensão social de milhares de brasileiros/as

Escrito por: • Publicado em: 20/06/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 20/06/2014 - 00:00

A Central Única dos Trabalhadores vem por meio desta manifestar repúdio aos insultos dirigidos à senhora durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo. Para nós, foi uma demonstração de ódio, de uma elite branca e conservadora, que não admite a ascensão de milhares de brasileiros à classe média, muito menos que esses novos consumidores, alguns inclusive prestadores de serviços deles, frequentem os mesmo lugares que eles, como os aeroportos do Brasil e do mundo.
Este grupo, que deve estar entre os que incentivaram a onda de desânimo com a economia do País e raiva contra o governo democrático e popular que a senhora representa, é formado por pessoas privilegiadas que tiveram uma oportunidade rara que é assistir à abertura de uma cerimônia da Copa do Mundo.
O grupo do “não vai ter Copa”, do vai ter apagão, vai disparar a inflação, que ia as ruas pemais educação, sem sequer saber que os valores investidos em educação e saúde aumentaram muito nos últimos anos, entre outras coisas, por conta dos investimentos na realização do Mundial. E quando deveriam mostrar o mínimo de civilidade, demonstraram que não receberam educação em casa, que não sabem conviver com as pessoas que pensam de maneira diferente. Não respeitaram a democracia. Não respeitaram a instituição da Presidência da República, a mãe, a avó, a mulher digna e batalhadora.
Por isso nós, da Central Única dos Trabalhadores, manifestamos nosso apoio e solidariedade à senhora e reafirmamos nossa confiança no compromisso do seu governo na ampliação dos direitos e conquistas das mulheres.
Fonte: CUT Nacional

Título: Em nota, CUT manifesta repúdio aos insultos dirigidos à presidenta Dilma durante a Copa, Conteúdo: A Central Única dos Trabalhadores vem por meio desta manifestar repúdio aos insultos dirigidos à senhora durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo. Para nós, foi uma demonstração de ódio, de uma elite branca e conservadora, que não admite a ascensão de milhares de brasileiros à classe média, muito menos que esses novos consumidores, alguns inclusive prestadores de serviços deles, frequentem os mesmo lugares que eles, como os aeroportos do Brasil e do mundo. Este grupo, que deve estar entre os que incentivaram a onda de desânimo com a economia do País e raiva contra o governo democrático e popular que a senhora representa, é formado por pessoas privilegiadas que tiveram uma oportunidade rara que é assistir à abertura de uma cerimônia da Copa do Mundo. O grupo do “não vai ter Copa”, do vai ter apagão, vai disparar a inflação, que ia as ruas pemais educação, sem sequer saber que os valores investidos em educação e saúde aumentaram muito nos últimos anos, entre outras coisas, por conta dos investimentos na realização do Mundial. E quando deveriam mostrar o mínimo de civilidade, demonstraram que não receberam educação em casa, que não sabem conviver com as pessoas que pensam de maneira diferente. Não respeitaram a democracia. Não respeitaram a instituição da Presidência da República, a mãe, a avó, a mulher digna e batalhadora. Por isso nós, da Central Única dos Trabalhadores, manifestamos nosso apoio e solidariedade à senhora e reafirmamos nossa confiança no compromisso do seu governo na ampliação dos direitos e conquistas das mulheres. Fonte: CUT Nacional



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.