Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Servidores de Caucaia e m estado de greve mobilizam Rotas Praia e Garrote

Mesmo com atos reunindo mais de mil servidores, a Prefeitura continua irredutível. Diante da intransigência, profissionais ameaçam entrar em greve a partir de 17 de fevereiro.

Escrito por: Fetamce • Publicado em: 05/02/2016 - 16:11 • Última modificação: 15/02/2016 - 16:04 Escrito por: Fetamce Publicado em: 05/02/2016 - 16:11 Última modificação: 15/02/2016 - 16:04

. O ato iniciou no Mercantil Líder, na praia do Icaraí, de onde os servidores saíram em passeata

Nesta quinta-feira (4), a mobilização dos servidores do município de Caucaia, em estado de greve, chegou às Rotas Praia e Garrote. Promovido pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsep), o ato mais uma vez trouxe para as ruas profissionais, estudantes e pais de alunos.

Os professores reivindicam 11,36% de reajuste salarial, além do pagamento de licença prêmio convertida em dinheiro e o abono salarial de 2015. Para os servidores da Educação não educadores, a pauta de reinvindicações também inclui reajuste salarial e auxílios transporte e alimentação.

O ato teve início na altura do Mercantil Líder, na praia do Icaraí, de onde seguiram em passeata. Os populares, ao longo do percurso, manifestaram apoio à luta dos servidores municipais.

Mas mesmo depois de várias regiões percorridas e de um ato no Centro da cidade, que reuniu mais de mil funcionários públicos, a Prefeitura ainda não se sensibilizou. Os trabalhadores querem a revogação da portaria municipal que estende, em 60 dias, qualquer possibilidade de negociação. Eles também reivindicam a instalação imediata da mesa de negociação.

Caso não haja avanço na Campanha Salarial 2016, os servidores públicos trabalhadores da Educação do município devem instalar greve geral, em assembleia marcada para o dia 17 de fevereiro.
 

Título: Servidores de Caucaia e m estado de greve mobilizam Rotas Praia e Garrote, Conteúdo: Nesta quinta-feira (4), a mobilização dos servidores do município de Caucaia, em estado de greve, chegou às Rotas Praia e Garrote. Promovido pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsep), o ato mais uma vez trouxe para as ruas profissionais, estudantes e pais de alunos. Os professores reivindicam 11,36% de reajuste salarial, além do pagamento de licença prêmio convertida em dinheiro e o abono salarial de 2015. Para os servidores da Educação não educadores, a pauta de reinvindicações também inclui reajuste salarial e auxílios transporte e alimentação. O ato teve início na altura do Mercantil Líder, na praia do Icaraí, de onde seguiram em passeata. Os populares, ao longo do percurso, manifestaram apoio à luta dos servidores municipais. Mas mesmo depois de várias regiões percorridas e de um ato no Centro da cidade, que reuniu mais de mil funcionários públicos, a Prefeitura ainda não se sensibilizou. Os trabalhadores querem a revogação da portaria municipal que estende, em 60 dias, qualquer possibilidade de negociação. Eles também reivindicam a instalação imediata da mesa de negociação. Caso não haja avanço na Campanha Salarial 2016, os servidores públicos trabalhadores da Educação do município devem instalar greve geral, em assembleia marcada para o dia 17 de fevereiro.  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.