Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Servidores de Valparaíso protestam por direitos

No dia em que se comemorou a emancipação política da cidade, servidores públicos municipais foram às ruas exigir direitos

Escrito por: CUT Brasília • Publicado em: 13/06/2017 - 17:03 • Última modificação: 13/06/2017 - 17:16 Escrito por: CUT Brasília Publicado em: 13/06/2017 - 17:03 Última modificação: 13/06/2017 - 17:16

. Entre várias reivindicações, municipais exigiram o pagamento do piso do magistério

No último sábado (10), o funcionalismo municipal de Valparaíso de Goiás realizou protesto pacífico durante desfile comemorativo dos 22 anos de emancipação política da cidade.

Revoltados com a intransigência do governo local, os trabalhadores tomaram parte do desfile realizado pela prefeitura  e, com faixas, cartazes e palavras de ordem, exigiram o cumprimento imediato de pautas essenciais para a categoria.

Entre as reivindicações, estão a abertura do diálogo entre governo e trabalhadores, o fim das terceirizações indiscriminadas que estão ocorrendo no município e o pagamento do piso nacional do magistério. Além disso, os servidores aproveitaram a oportunidade para repudiar as nocivas reformas impostas pelo governo ilegítimo de Michel Temer.

A presidenta do Sindsepem/Val, sindicato que representa a categoria, Olízia Alves, parabenizou a direção e os trabalhadores pela participação no protesto.

“Esta situação que os servidores vêm enfrentando é antiga. Nós estamos atentos e na luta pelos direitos da nossa base. Não podemos permitir que desrespeitem os servidores desta maneira. Mesmo sob o risco de repressão,  realizamos nosso ato e mostramos à população a necessidade de para garantir direitos”, afirmou.

Ao final do ato, a direção do Sindsepem/Val informou que continuará atenta e no combate aos retrocessos.

Título: Servidores de Valparaíso protestam por direitos, Conteúdo: No último sábado (10), o funcionalismo municipal de Valparaíso de Goiás realizou protesto pacífico durante desfile comemorativo dos 22 anos de emancipação política da cidade. Revoltados com a intransigência do governo local, os trabalhadores tomaram parte do desfile realizado pela prefeitura  e, com faixas, cartazes e palavras de ordem, exigiram o cumprimento imediato de pautas essenciais para a categoria. Entre as reivindicações, estão a abertura do diálogo entre governo e trabalhadores, o fim das terceirizações indiscriminadas que estão ocorrendo no município e o pagamento do piso nacional do magistério. Além disso, os servidores aproveitaram a oportunidade para repudiar as nocivas reformas impostas pelo governo ilegítimo de Michel Temer. A presidenta do Sindsepem/Val, sindicato que representa a categoria, Olízia Alves, parabenizou a direção e os trabalhadores pela participação no protesto. “Esta situação que os servidores vêm enfrentando é antiga. Nós estamos atentos e na luta pelos direitos da nossa base. Não podemos permitir que desrespeitem os servidores desta maneira. Mesmo sob o risco de repressão,  realizamos nosso ato e mostramos à população a necessidade de para garantir direitos”, afirmou. Ao final do ato, a direção do Sindsepem/Val informou que continuará atenta e no combate aos retrocessos.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.