Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Educadoras das creches de São José dos Pinhais deflagram greve por tempo indeterminado

Hoje pela manhã, elas voltaram a se concentrar em frente a Prefeitura porque o município não apresentou nenhuma proposta de negociação.

Escrito por: Com informações do Sinsep e G1/PR • Publicado em: 16/02/2016 - 18:54 • Última modificação: 18/02/2016 - 14:12 Escrito por: Com informações do Sinsep e G1/PR Publicado em: 16/02/2016 - 18:54 Última modificação: 18/02/2016 - 14:12

Larissa Gomes Cerca de 500 funcionárias aderiram ao movimento

Educadores dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (PR), deflagraram greve por tempo indeterminado nesta segunda-feira (15) para reivindicar melhores condições de trabalho. Entre as exigências da categoria estão definições para o cargo de educador, além de tempo para o planejamento das aulas. 

A greve atinge as creches e cerca de 500 funcionários aderiram ao movimento. O volume representa 100% do efetivo, segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São José dos Pinhais (Sinsep). Estava prevista uma reunião de negociação entre representantes do Sinsep e o prefeito da cidade, Luiz Carlos Setim (DEM), para a manhã de ontem. No mesmo momento, os educadores realizaram um protesto em frente ao Paço Municipal com a presença de mais da metade da categoria.

As trabalhadoras decidiram manter o movimento grevista porque o município não apresentou nenhuma proposta de negociação da pauta de reivindicações.

Hoje pela manhã, elas voltaram a se concentrar em frente a Prefeitura. As educadoras reivindicam o cumprimento da Lei da Hora Atividade; a revogação da medida da Secretaria Municipal de Educação, que estabelece até 20 crianças para cada educadora/atendente; a separação do cargo e a regularização da situação das educadoras que trabalham com Educação Infantil. 
 

Título: Educadoras das creches de São José dos Pinhais deflagram greve por tempo indeterminado, Conteúdo: Educadores dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (PR), deflagraram greve por tempo indeterminado nesta segunda-feira (15) para reivindicar melhores condições de trabalho. Entre as exigências da categoria estão definições para o cargo de educador, além de tempo para o planejamento das aulas.  A greve atinge as creches e cerca de 500 funcionários aderiram ao movimento. O volume representa 100% do efetivo, segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São José dos Pinhais (Sinsep). Estava prevista uma reunião de negociação entre representantes do Sinsep e o prefeito da cidade, Luiz Carlos Setim (DEM), para a manhã de ontem. No mesmo momento, os educadores realizaram um protesto em frente ao Paço Municipal com a presença de mais da metade da categoria. As trabalhadoras decidiram manter o movimento grevista porque o município não apresentou nenhuma proposta de negociação da pauta de reivindicações. Hoje pela manhã, elas voltaram a se concentrar em frente a Prefeitura. As educadoras reivindicam o cumprimento da Lei da Hora Atividade; a revogação da medida da Secretaria Municipal de Educação, que estabelece até 20 crianças para cada educadora/atendente; a separação do cargo e a regularização da situação das educadoras que trabalham com Educação Infantil.   



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.