Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Diretores de escolas públicas e particulares dizem que professores não estão preparados para voltar às aulas

Problema maior dos educadores é o medo de pegar Covid-19, pois sabem que escolas são locais propícios à disseminação do vírus

Escrito por: Com informações da Folha de SP • Publicado em: 03/07/2020 - 13:13 • Última modificação: 13/07/2020 - 09:20 Escrito por: Com informações da Folha de SP Publicado em: 03/07/2020 - 13:13 Última modificação: 13/07/2020 - 09:20

Reprodução da Internet

Segundo matéria publicada dia 30 de junho na Folha de S.Paulo, "a maioria dos diretores de escolas brasileiras avalia que os professores não estão preparados para a volta às aulas presenciais, que foram interrompidas pela pandemia do novo coronavírus."

"Para 57,6% dos diretores de escolas públicas e particulares, as equipes não estão prontas para retomar as atividades presenciais."

Razões

Diz também a Folha que o não preparo dos professores para retornar às aulas diz respeito a:

  • infraestrutura das unidades
  • defasagem de aprendizado pelo ensino remoto
  • adaptação às novas regras de isolamento e 
  • impactos emocionais da quarentena. Continua, após o anúncio.

Na prática, o problema maior dos educadores é o medo de pegar Covid-19, pois sabem que escolas são locais propícios à disseminação da doença.

"Os dados", diz ainda a Folha, "são de pesquisa feita pela Nova Escola com 9.500 professores — 367 deles gestores escolares — da educação básica (da educação infantil ao ensino médio) de todos os estados brasileiros."

 

 
Título: Diretores de escolas públicas e particulares dizem que professores não estão preparados para voltar às aulas, Conteúdo: Segundo matéria publicada dia 30 de junho na Folha de S.Paulo, a maioria dos diretores de escolas brasileiras avalia que os professores não estão preparados para a volta às aulas presenciais, que foram interrompidas pela pandemia do novo coronavírus. Para 57,6% dos diretores de escolas públicas e particulares, as equipes não estão prontas para retomar as atividades presenciais. Razões Diz também a Folha que o não preparo dos professores para retornar às aulas diz respeito a: infraestrutura das unidades defasagem de aprendizado pelo ensino remoto adaptação às novas regras de isolamento e  impactos emocionais da quarentena. Continua, após o anúncio. Na prática, o problema maior dos educadores é o medo de pegar Covid-19, pois sabem que escolas são locais propícios à disseminação da doença. Os dados, diz ainda a Folha, são de pesquisa feita pela Nova Escola com 9.500 professores — 367 deles gestores escolares — da educação básica (da educação infantil ao ensino médio) de todos os estados brasileiros.    



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.