Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Democratização das comunicações e a resistência ao golpe será tema de debate promovido pela Confetam em Brasília

O evento, que terá como convidados a presidente da FENAJ, Maria José Braga, e o secretário de Comunicação da CUT, Roni Barbosa, integra o programa de lançamento da Campanha Salarial Unificada 2017

Escrito por: Confetam • Publicado em: 05/12/2016 - 16:58 • Última modificação: 16/12/2016 - 19:00 Escrito por: Confetam Publicado em: 05/12/2016 - 16:58 Última modificação: 16/12/2016 - 19:00

. .

Você precisa parar para pensar... e reagir! Esse é o chamamento aos dirigentes sindicais, jornalistas, profissionais da comunicação e militância feito pela Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT). Num cenário de aprofundamento do golpe parlamentar-midiático contra a democracia, os diretos e à Nação, a entidade convida para o Seminário Nacional "Pare, pense e resista - A democratização das comunicações e a resistência ao golpe", no dia 12 de dezembro, às 14 horas, no Bristol Hotel, em Brasília.

A presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Maria José Braga, integrante do Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional, e o secretário Nacional de Comunicação da CUT Brasil, Roni Barbosa, coordenador executivo do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), já confirmaram presença na mesa de discussões. 

Eles analisarão o papel desempenhado pelos veículos de comunicação na construção do golpe de Estado que depôs ilegalmente a presidente Dilma Rousseff e na tentativa de legitimação dos ataques pós-golpe à Constituição Federal de 1988, aos interesses do povo brasileiro e à soberania nacional.

Estratégia de reação conjunta

A ideia é discutir uma estratégia conjunta de reação e de resistência dos movimentos ligados à democratização das comunicações em resposta aos retrocessos sociais que se anunciam no Brasil, como o sucateamento da saúde, da educação e dos serviços públicos, a retirada dos direitos trabalhistas, a reforma da Previdência e toda a pauta bomba que tramita no Congresso Nacional contra a classe trabalhadora.  

"Os meios de comunicação tiveram e ainda têm um papel decisivo na legitimação do golpe de Estado no Brasil. Precisamos nos municiar de informações para reagir à destruição da democracia e debater a democratização da mídia, o direito à informação. Num cenário em que meia dúzia de famílias detém o monopólio da 'verdade', o debate e a ação são fundamentais para fortalecer a nossa resistência", afirma a presidente da Confetam/CUT, Vilani Oliveira. 

O Seminário integra o programa de lançamento da Campanha Salarial Nacional Unificada 2017 da Confetam/CUT, que ocorrerá logo após o debate, às 17h30. Na ocasião, serão apresentadas as bandeiras de luta dos servidores públicos municipais brasileiros e distribuídos os materiais da campanha. Às 18h30 será servido um coquetel aos convidados.

Programe-se:

Dia 12 de dezembro - Hotel Nacional - Brasília/DF

14h - Seminário Nacional "Pare, pense e resista - A democratização das comunicações e a resistência ao golpe", com Maria José Braga, presidente da FENAJ e integrante do Conselho de Comunicação Social, e Roni Barbosa, secretário de Comunicação da CUT Brasil e diretor executivo do FNDC

15h - Debate

16h - Assinatura do Manifesto de Adesão da Confetam/CUT ao FNDC

16h30 - Formação do Coletivo de Comunicação da Confetam/CUT

17h30 - Lançamento da Campanha Salarial Nacional Unificada 2017 da Confetam/CUT

18h30 - Coquetel

Local: Bristol Hotel - SHS Quadra 4, bloco F, Setor Hoteleiro Sul - Brasília. 

Título: Democratização das comunicações e a resistência ao golpe será tema de debate promovido pela Confetam em Brasília, Conteúdo: Você precisa parar para pensar... e reagir! Esse é o chamamento aos dirigentes sindicais, jornalistas, profissionais da comunicação e militância feito pela Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT). Num cenário de aprofundamento do golpe parlamentar-midiático contra a democracia, os diretos e à Nação, a entidade convida para o Seminário Nacional Pare, pense e resista - A democratização das comunicações e a resistência ao golpe, no dia 12 de dezembro, às 14 horas, no Bristol Hotel, em Brasília. A presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Maria José Braga, integrante do Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional, e o secretário Nacional de Comunicação da CUT Brasil, Roni Barbosa, coordenador executivo do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), já confirmaram presença na mesa de discussões.  Eles analisarão o papel desempenhado pelos veículos de comunicação na construção do golpe de Estado que depôs ilegalmente a presidente Dilma Rousseff e na tentativa de legitimação dos ataques pós-golpe à Constituição Federal de 1988, aos interesses do povo brasileiro e à soberania nacional. Estratégia de reação conjunta A ideia é discutir uma estratégia conjunta de reação e de resistência dos movimentos ligados à democratização das comunicações em resposta aos retrocessos sociais que se anunciam no Brasil, como o sucateamento da saúde, da educação e dos serviços públicos, a retirada dos direitos trabalhistas, a reforma da Previdência e toda a pauta bomba que tramita no Congresso Nacional contra a classe trabalhadora.   Os meios de comunicação tiveram e ainda têm um papel decisivo na legitimação do golpe de Estado no Brasil. Precisamos nos municiar de informações para reagir à destruição da democracia e debater a democratização da mídia, o direito à informação. Num cenário em que meia dúzia de famílias detém o monopólio da verdade, o debate e a ação são fundamentais para fortalecer a nossa resistência, afirma a presidente da Confetam/CUT, Vilani Oliveira.  O Seminário integra o programa de lançamento da Campanha Salarial Nacional Unificada 2017 da Confetam/CUT, que ocorrerá logo após o debate, às 17h30. Na ocasião, serão apresentadas as bandeiras de luta dos servidores públicos municipais brasileiros e distribuídos os materiais da campanha. Às 18h30 será servido um coquetel aos convidados. Programe-se: Dia 12 de dezembro - Hotel Nacional - Brasília/DF 14h - Seminário Nacional Pare, pense e resista - A democratização das comunicações e a resistência ao golpe, com Maria José Braga, presidente da FENAJ e integrante do Conselho de Comunicação Social, e Roni Barbosa, secretário de Comunicação da CUT Brasil e diretor executivo do FNDC 15h - Debate 16h - Assinatura do Manifesto de Adesão da Confetam/CUT ao FNDC 16h30 - Formação do Coletivo de Comunicação da Confetam/CUT 17h30 - Lançamento da Campanha Salarial Nacional Unificada 2017 da Confetam/CUT 18h30 - Coquetel Local: Bristol Hotel - SHS Quadra 4, bloco F, Setor Hoteleiro Sul - Brasília. 



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.