Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Curitiba: Servidores das Finanças decretam estado de greve

A assembleia foi realizada hoje (30) às 13h, na Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico.

Escrito por: • Publicado em: 02/06/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 02/06/2014 - 00:00

Em assembleia feita em plena praça pública, os servidores da Secretaria Municipal de Finanças (SMF) discutiram a necessidade de uma proposta concreta da Prefeitura de Curitiba (PMC) sobre a incorporação da gratificação.
A gratificação é paga de acordo com as Leis 8579/1994 e 11874/2006. No entanto, há quase quatro anos os servidores das Finanças lutam pela incorporação aos proventos de aposentadoria – o que significa uma vida mais digna no futuro.
Há dois dias (28), em mesa do sindicato com as secretárias Eleonora Fruet (Finanças) e Meroujy Cavet (RH), ficou definido que todos os servidores de cargos específicos da SMF terão a incorporação e os demais cargos teriam a possibilidade do desconto previdenciário.
O material utilizado na reunião em que a Prefeitura apresentou a proposta em linhas gerais foi encaminhado ao sindicato na manhã de hoje. Frente ao fato de não conhecerem o detalhamento da proposta em forma de projeto, os servidores definiram, por unanimidade, pelo estado de greve.
Agora, a proposta dos servidores é que a Prefeitura envie o projeto da incorporação ao Sismuc antes de remetê-lo à Câmara Municipal, o que está apontado para junho. Com isso, o prazo final dado pelos servidores são as 24h do dia 6 de junho (sexta-feira).
A partir de então, fica definida assembleia do segmento no dia 9 de junho para avaliar os encaminhamentos da PMC. “Não se definiu aqui pela rejeição ou aceitação da proposta. Precisamos estudar melhor a proposta da Prefeitura, com o Projeto de Lei em mãos, com a presença do nosso setor jurídico, para então definir pela greve se for necessário”, projeta Irene Rodrigues, coordenadora do Sismuc.
Os Excluídos da incorporação
Segmento dos servidores das Finanças, como é o caso dos auditores fiscais, não foram convocados à assembleia de hoje porque receberam o benefício da incorporação ainda em 2010.
Os demais servidores aguardavam compromisso da Prefeitura em incluí-los, com o prazo de dezembro de 2013. A paciência, porém, esgotou.
E por que a luta principal do segmento dos servidores da Secretaria de Finanças é pela incorporação? De acordo com Marcos Paz, servidor da SMF desde 2006, a luta é pelo ganho na aposentadoria do trabalhador do serviço público. “Significa melhora salarial na aposentadoria. Ao que parece, a Prefeitura está garantindo, no mínimo, 30% da gratificação, mas só teremos certeza quando o projeto da Prefeitura for encaminhado”, descreve.
Fonte: SISMUC

Título: Curitiba: Servidores das Finanças decretam estado de greve, Conteúdo: Em assembleia feita em plena praça pública, os servidores da Secretaria Municipal de Finanças (SMF) discutiram a necessidade de uma proposta concreta da Prefeitura de Curitiba (PMC) sobre a incorporação da gratificação. A gratificação é paga de acordo com as Leis 8579/1994 e 11874/2006. No entanto, há quase quatro anos os servidores das Finanças lutam pela incorporação aos proventos de aposentadoria – o que significa uma vida mais digna no futuro. Há dois dias (28), em mesa do sindicato com as secretárias Eleonora Fruet (Finanças) e Meroujy Cavet (RH), ficou definido que todos os servidores de cargos específicos da SMF terão a incorporação e os demais cargos teriam a possibilidade do desconto previdenciário. O material utilizado na reunião em que a Prefeitura apresentou a proposta em linhas gerais foi encaminhado ao sindicato na manhã de hoje. Frente ao fato de não conhecerem o detalhamento da proposta em forma de projeto, os servidores definiram, por unanimidade, pelo estado de greve. Agora, a proposta dos servidores é que a Prefeitura envie o projeto da incorporação ao Sismuc antes de remetê-lo à Câmara Municipal, o que está apontado para junho. Com isso, o prazo final dado pelos servidores são as 24h do dia 6 de junho (sexta-feira). A partir de então, fica definida assembleia do segmento no dia 9 de junho para avaliar os encaminhamentos da PMC. “Não se definiu aqui pela rejeição ou aceitação da proposta. Precisamos estudar melhor a proposta da Prefeitura, com o Projeto de Lei em mãos, com a presença do nosso setor jurídico, para então definir pela greve se for necessário”, projeta Irene Rodrigues, coordenadora do Sismuc. Os Excluídos da incorporação Segmento dos servidores das Finanças, como é o caso dos auditores fiscais, não foram convocados à assembleia de hoje porque receberam o benefício da incorporação ainda em 2010. Os demais servidores aguardavam compromisso da Prefeitura em incluí-los, com o prazo de dezembro de 2013. A paciência, porém, esgotou. E por que a luta principal do segmento dos servidores da Secretaria de Finanças é pela incorporação? De acordo com Marcos Paz, servidor da SMF desde 2006, a luta é pelo ganho na aposentadoria do trabalhador do serviço público. “Significa melhora salarial na aposentadoria. Ao que parece, a Prefeitura está garantindo, no mínimo, 30% da gratificação, mas só teremos certeza quando o projeto da Prefeitura for encaminhado”, descreve. Fonte: SISMUC



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.