Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

CONFETAM presente no Dia Nacional de Mobilização e Paralisação

Contando com centrais sindicais de todo o país, no próximo dia 30 de agosto, ocorrerá o Dia Nacional de Mobilização e Paralisação.

Escrito por: • Publicado em: 27/08/2013 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 27/08/2013 - 00:00

A manifestação tem como objetivo reafirmar a sua pauta: fim do fator previdenciário, 10% do PIB para educação, 10% do orçamento da União pra saúde, a suspensão dos leilões de petróleo, redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução salarial e a não aprovação do PL 4330 sobre a terceirização que retira direitos e precariza o emprego. Diversas reivindicações ainda incluem transporte público de qualidade e a reforma agrária. Outras mobilizações já demonstraram a força da união da classe trabalhadora. Por isso as mobilizações continuaram, como no dia 11 de julho e no dia 6 de agosto. A ação unitária dos trabalhadores e de suas centrais sindicais, em função da paralisação tem intenção de forçar o governo federal a destravar a pauta e atender todas as demandas. Como integrante da CUT Nacional, a CONFETAM, suas Federações e sindicatos de base irão participar ativamente deste dia levando as bandeiras unitárias nacionais e específicas com os interesses dos servidores públicos municipais, solidários e unidos aos mais variados segmentos da luta da classe trabalhadora brasileira.
Por: Ítalo Ramon/ Teia Digital

Título: CONFETAM presente no Dia Nacional de Mobilização e Paralisação, Conteúdo: A manifestação tem como objetivo reafirmar a sua pauta: fim do fator previdenciário, 10% do PIB para educação, 10% do orçamento da União pra saúde, a suspensão dos leilões de petróleo, redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução salarial e a não aprovação do PL 4330 sobre a terceirização que retira direitos e precariza o emprego. Diversas reivindicações ainda incluem transporte público de qualidade e a reforma agrária. Outras mobilizações já demonstraram a força da união da classe trabalhadora. Por isso as mobilizações continuaram, como no dia 11 de julho e no dia 6 de agosto. A ação unitária dos trabalhadores e de suas centrais sindicais, em função da paralisação tem intenção de forçar o governo federal a destravar a pauta e atender todas as demandas. Como integrante da CUT Nacional, a CONFETAM, suas Federações e sindicatos de base irão participar ativamente deste dia levando as bandeiras unitárias nacionais e específicas com os interesses dos servidores públicos municipais, solidários e unidos aos mais variados segmentos da luta da classe trabalhadora brasileira. Por: Ítalo Ramon/ Teia Digital



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.