Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam e Contram/ISP celebram os 36 anos da CUT

Radicalização da combatividade e do trabalho de base são os principais desafios impostos à CUT nos próximos anos.

Escrito por: Redação Confetam/CUT • Publicado em: 29/08/2019 - 11:41 • Última modificação: 29/08/2019 - 13:07 Escrito por: Redação Confetam/CUT Publicado em: 29/08/2019 - 11:41 Última modificação: 29/08/2019 - 13:07

. .

Neste 28 de agosto, data em que o movimento sindical nacional e internacional celebrou os 36 anos da Central Única dos Trabalhadores (CUT), a presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) destacou a importância da entidade para a organização dos servidores e servidoras públicas municipais brasileiras e de toda a classe trabalhadora.

“Em tempos tão adversos como o que enfrentamos agora, ter uma central sindical nacional fortalecida como a CUT é estratégico para o país”, assinalou Vilani Oliveira, se referindo ao desgoverno do presidente Jair Bolsonaro (PSL), patrocinador da maior investida contra os direitos sociais e trabalhistas da história do Brasil.

Também presidenta da Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal das Américas (Contram/ISP), Vilani apontou a realização do 13º Congresso Nacional da CUT (Concut) como um momento decisivo para a organização da luta contra a política de extrema-direita no Brasil que ataca os trabalhadores, a organização sindical, o povo brasileiro e a democracia.

Central combativa e enraizada na base

“O aniversário de 36 da CUT é celebrado num ano em que a central vai realizar o seu Congresso Nacional e a expectativa dos trabalhadores municipais do Brasil e das Américas é de que saiamos mais fortalecidos em torno de uma central sindical mais combativa e mais enraizada na base”, afirmou a dirigente.

Considerado o segundo mais importante Congresso Nacional da CUT, o 13º Concut “Lula Livre” ocorrerá de 7 a 10 de outubro, em Praia Grande (SP), mesmo local onde foi realizado o congresso da Comissão Nacional Pro-CUT.

A CUT é a maior central do Brasil e da América Latina, a quarta maior do mundo e uma das mais respeitadas pelo movimento sindical internacional. A central mantém atualmente 3.806 entidades filiadas que organizam juntas mais de 7,8 milhões de associados e outros 23,9 milhões de trabalhadores nas bases de todos os ramos de atividade econômica no Brasil.

Título: Confetam e Contram/ISP celebram os 36 anos da CUT, Conteúdo: Neste 28 de agosto, data em que o movimento sindical nacional e internacional celebrou os 36 anos da Central Única dos Trabalhadores (CUT), a presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) destacou a importância da entidade para a organização dos servidores e servidoras públicas municipais brasileiras e de toda a classe trabalhadora. “Em tempos tão adversos como o que enfrentamos agora, ter uma central sindical nacional fortalecida como a CUT é estratégico para o país”, assinalou Vilani Oliveira, se referindo ao desgoverno do presidente Jair Bolsonaro (PSL), patrocinador da maior investida contra os direitos sociais e trabalhistas da história do Brasil. Também presidenta da Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal das Américas (Contram/ISP), Vilani apontou a realização do 13º Congresso Nacional da CUT (Concut) como um momento decisivo para a organização da luta contra a política de extrema-direita no Brasil que ataca os trabalhadores, a organização sindical, o povo brasileiro e a democracia. Central combativa e enraizada na base “O aniversário de 36 da CUT é celebrado num ano em que a central vai realizar o seu Congresso Nacional e a expectativa dos trabalhadores municipais do Brasil e das Américas é de que saiamos mais fortalecidos em torno de uma central sindical mais combativa e mais enraizada na base”, afirmou a dirigente. Considerado o segundo mais importante Congresso Nacional da CUT, o 13º Concut “Lula Livre” ocorrerá de 7 a 10 de outubro, em Praia Grande (SP), mesmo local onde foi realizado o congresso da Comissão Nacional Pro-CUT. A CUT é a maior central do Brasil e da América Latina, a quarta maior do mundo e uma das mais respeitadas pelo movimento sindical internacional. A central mantém atualmente 3.806 entidades filiadas que organizam juntas mais de 7,8 milhões de associados e outros 23,9 milhões de trabalhadores nas bases de todos os ramos de atividade econômica no Brasil.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.