Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam/CUT disponibiliza spot contra a reforma administrativa para usar no Dia do Servidor

Produzido para carros de som e rádios, spot deve ser usado nas ações do dia 28 de outubro nas cidades onde os servidores públicos municipais CUTistas estão organizados

Escrito por: Confetam/CUT • Publicado em: 27/10/2020 - 11:11 • Última modificação: 27/10/2020 - 12:00 Escrito por: Confetam/CUT Publicado em: 27/10/2020 - 11:11 Última modificação: 27/10/2020 - 12:00

CONFETAM/CUT .

Neste 28 de outubro, Dia do Servidor Público, a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) e suas federações estaduais filiadas conclamam os sindicatos, a categoria e a população brasileira a pressionarem deputados federais e senadores a votarem contra a Proposta de Emenda Constitucional da Reforma Administrativa (PEC nº 32/2020). Entregue pelo desgoverno Bolsonaro ao Congresso em 3 de setembro, a PEC desmonta o Estado brasileiro, acaba com os servidores concursados, privatiza os serviços públicos e tira da população mais pobre o acesso a direitos considerados essenciais.

Para denunciar os malefícios da Reforma Administrativa ao povo brasileiro, a Confetam/CUT produziu um spot para carros de som e rádios, a ser usado nas ações do dia 28 de outubro, Dia de Mobilização Nacional de Luta contra a Reforma Administrativa de Bolsonaro. O áudio deve ser difundido nas ruas de todas as cidades onde os servidores públicos municipais CUTistas estão organizados.

No spot, a Confetam/CUT  convoca toda a sociedade a somar forças contra a proposta de reforma na Administração Pública imposta pelo desgoverno Bolsonaro – o Capitão da Morte. “A reforma representa o fim dos serviços públicos no Brasil e legaliza a transferência das atividades públicas para o setor privado. Se a reforma administrativa de Bolsonaro passar, vai ficar mais difícil ter acesso a direitos fundamentais, como saúde, educação, assistência social e segurança”.

A gravação alerta a população que Reforma Administrativa vai reduzir a quantidade de servidores, de professores e de profissionais da saúde para destruir os serviços públicos. Ou seja: o que hoje é um direito social, passa a ser uma mercadoria à venda, caso a PEC 32/20 seja aprovada. “Não deixe que vendam o Brasil. Se é público, é de todos! Privatizar é para poucos! Se você acha que serviços públicos são essenciais para o povo brasileiro, diga NÃO à reforma administrativa e SIM ao serviço público!”, conclui o spot.

Acesse o áudio do spot no link: /system/uploads/ck/files/spot-confetam-dia-servidor-com-ass.mp3

Título: Confetam/CUT disponibiliza spot contra a reforma administrativa para usar no Dia do Servidor, Conteúdo: Neste 28 de outubro, Dia do Servidor Público, a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) e suas federações estaduais filiadas conclamam os sindicatos, a categoria e a população brasileira a pressionarem deputados federais e senadores a votarem contra a Proposta de Emenda Constitucional da Reforma Administrativa (PEC nº 32/2020). Entregue pelo desgoverno Bolsonaro ao Congresso em 3 de setembro, a PEC desmonta o Estado brasileiro, acaba com os servidores concursados, privatiza os serviços públicos e tira da população mais pobre o acesso a direitos considerados essenciais. Para denunciar os malefícios da Reforma Administrativa ao povo brasileiro, a Confetam/CUT produziu um spot para carros de som e rádios, a ser usado nas ações do dia 28 de outubro, Dia de Mobilização Nacional de Luta contra a Reforma Administrativa de Bolsonaro. O áudio deve ser difundido nas ruas de todas as cidades onde os servidores públicos municipais CUTistas estão organizados. No spot, a Confetam/CUT  convoca toda a sociedade a somar forças contra a proposta de reforma na Administração Pública imposta pelo desgoverno Bolsonaro – o Capitão da Morte. “A reforma representa o fim dos serviços públicos no Brasil e legaliza a transferência das atividades públicas para o setor privado. Se a reforma administrativa de Bolsonaro passar, vai ficar mais difícil ter acesso a direitos fundamentais, como saúde, educação, assistência social e segurança”. A gravação alerta a população que Reforma Administrativa vai reduzir a quantidade de servidores, de professores e de profissionais da saúde para destruir os serviços públicos. Ou seja: o que hoje é um direito social, passa a ser uma mercadoria à venda, caso a PEC 32/20 seja aprovada. “Não deixe que vendam o Brasil. Se é público, é de todos! Privatizar é para poucos! Se você acha que serviços públicos são essenciais para o povo brasileiro, diga NÃO à reforma administrativa e SIM ao serviço público!”, conclui o spot. Acesse o áudio do spot no link: /system/uploads/ck/files/spot-confetam-dia-servidor-com-ass.mp3



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.