Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam/CUT repudia ataques do prefeito de Umuarama à direção Sispumu

Em retaliação ao arquivamento de projetos pela Câmara Municipal, Celso Pozzobom decidiu punir a secretária-geral, o tesoureiro e o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sispumu).

Escrito por: Confetam/CUT • Publicado em: 13/11/2018 - 17:44 • Última modificação: 13/11/2018 - 17:51 Escrito por: Confetam/CUT Publicado em: 13/11/2018 - 17:44 Última modificação: 13/11/2018 - 17:51

. .

A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) vem a público manifestar veemente repúdio à decisão do prefeito de Umuamara (PR), Celso Luiz Pozzobom, de retirar da secretária-geral e do tesoureiro do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sispumu/PR) o direito de liberação do local de trabalho para exercício de mandato sindical. Pozzobom também decidiu cassar o direito à remuneração salarial do presidente da entidade em função da liberação do dirigente para o sindicato. 

Sem qualquer amparo legal, as decisões foram comunicadas por ofício ao Sispumu, que já acionou a Assessoria Jurídica da entidade para as devidas providências contra a perseguição política aos sindicalistas. A retaliação aos três dirigentes foi motivada pelas últimas vitórias do sindicato contra a prefeitura. Com o apoio dos vereadores e da categoria, o Sispumu conseguiu o arquivamento pela Câmara Municipal de quatro projetos de interesse do prefeito que retiravam direitos dos servidores públicos do município.

As práticas antissindicais patrocinadas por Celson Pozzobom revelam o autoritarismo e a truculência do gestor público contra a categoria e os seus legítimos representantes, postura que deve ser repudiada e combatida por toda a comunidade de Umuarama. 

A Confetam/CUT se solidariza com a luta dos servidores públicos do município e de seus dirigentes, e avisa ao prefeito que a categoria não se intimidará com as retaliações a sindicalitas que se dedicam integralmente à defesa dos trabalhadores contra os ataques da Administração Municipal.

Fortaleza, 13 de novembro de 2018

Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal - Confetam/CUT

Título: Confetam/CUT repudia ataques do prefeito de Umuarama à direção Sispumu, Conteúdo: A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) vem a público manifestar veemente repúdio à decisão do prefeito de Umuamara (PR), Celso Luiz Pozzobom, de retirar da secretária-geral e do tesoureiro do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sispumu/PR) o direito de liberação do local de trabalho para exercício de mandato sindical. Pozzobom também decidiu cassar o direito à remuneração salarial do presidente da entidade em função da liberação do dirigente para o sindicato.  Sem qualquer amparo legal, as decisões foram comunicadas por ofício ao Sispumu, que já acionou a Assessoria Jurídica da entidade para as devidas providências contra a perseguição política aos sindicalistas. A retaliação aos três dirigentes foi motivada pelas últimas vitórias do sindicato contra a prefeitura. Com o apoio dos vereadores e da categoria, o Sispumu conseguiu o arquivamento pela Câmara Municipal de quatro projetos de interesse do prefeito que retiravam direitos dos servidores públicos do município. As práticas antissindicais patrocinadas por Celson Pozzobom revelam o autoritarismo e a truculência do gestor público contra a categoria e os seus legítimos representantes, postura que deve ser repudiada e combatida por toda a comunidade de Umuarama.  A Confetam/CUT se solidariza com a luta dos servidores públicos do município e de seus dirigentes, e avisa ao prefeito que a categoria não se intimidará com as retaliações a sindicalitas que se dedicam integralmente à defesa dos trabalhadores contra os ataques da Administração Municipal. Fortaleza, 13 de novembro de 2018 Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal - Confetam/CUT



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.