Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam/CUT repudia ataque à residência do presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Florianópolis

Entidade exige retirada imediata do projeto do prefeito Gean Loureiro que desmantela empresa pública municipal para privatizar coleta de lixo

Escrito por: Confetam/CUT • Publicado em: 25/01/2021 - 14:03 • Última modificação: 25/01/2021 - 15:27 Escrito por: Confetam/CUT Publicado em: 25/01/2021 - 14:03 Última modificação: 25/01/2021 - 15:27

. Residência de Renê Munaro foi atacada por artefato explosivo na madrugada de sábado

A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) repudia de forma veemente o ataque à bomba à residência do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Florianópolis (Sintrasem), Renê Munaro, na madrugada do último sábado (24). No momento da explosão do artefato, o presidente do Sintrasem participava de um piquete da greve da Autarquia de Melhoramentos da Capital (Comcap).

Em luta desde o dia 18 de janeiro, trabalhadores e trabalhadoras da Comcap cruzaram os braços em protesto contra o projeto de lei do prefeito Gean Loureiro (DEM) que extingue a empresa pública para privatizar os serviços de limpeza da cidade, e retira direitos conquistados historicamente pelos trabalhadores e trabalhadoras da Comcap.

Além de exigir das autoridades constituídas a apuração e punição rigorosa do ataque criminoso ao líder maior da organização sindical dos servidores públicos municipais da capital de Santa Catarina, a Confetam/CUT também exige a imediata retirada do projeto do prefeito, que tramita na Câmara Municipal em regime de urgência sem qualquer justificativa para isso.

Exigimos ainda que sejam reabertas as negociações com os representantes da categoria para que o Executivo escute, dialogue e encaminhe as reivindicações dos servidores e servidoras, sobretudo as demandas por respeito, democracia e liberdade de expressão na Administração Municipal de Florianópolis.  

Aos autores do ataque, a Confetam/CUT avisa que a ação criminosa contra o presidente do Sintrasem não intimidará nossas lideranças sindicais, tampouco os trabalhadores e trabalhadoras da Comcap, que seguirão unidos e destemidos na luta em defesa da empresa pública municipal.

Por uma Comcap pública e em defesa dos direitos de seus servidores e servidoras, a greve segue firme! Avante até a vitória!

Fortaleza, 25 de janeiro de 2021

Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal – Confetam/CUT

Título: Confetam/CUT repudia ataque à residência do presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Florianópolis, Conteúdo: A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) repudia de forma veemente o ataque à bomba à residência do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Florianópolis (Sintrasem), Renê Munaro, na madrugada do último sábado (24). No momento da explosão do artefato, o presidente do Sintrasem participava de um piquete da greve da Autarquia de Melhoramentos da Capital (Comcap). Em luta desde o dia 18 de janeiro, trabalhadores e trabalhadoras da Comcap cruzaram os braços em protesto contra o projeto de lei do prefeito Gean Loureiro (DEM) que extingue a empresa pública para privatizar os serviços de limpeza da cidade, e retira direitos conquistados historicamente pelos trabalhadores e trabalhadoras da Comcap. Além de exigir das autoridades constituídas a apuração e punição rigorosa do ataque criminoso ao líder maior da organização sindical dos servidores públicos municipais da capital de Santa Catarina, a Confetam/CUT também exige a imediata retirada do projeto do prefeito, que tramita na Câmara Municipal em regime de urgência sem qualquer justificativa para isso. Exigimos ainda que sejam reabertas as negociações com os representantes da categoria para que o Executivo escute, dialogue e encaminhe as reivindicações dos servidores e servidoras, sobretudo as demandas por respeito, democracia e liberdade de expressão na Administração Municipal de Florianópolis.   Aos autores do ataque, a Confetam/CUT avisa que a ação criminosa contra o presidente do Sintrasem não intimidará nossas lideranças sindicais, tampouco os trabalhadores e trabalhadoras da Comcap, que seguirão unidos e destemidos na luta em defesa da empresa pública municipal. Por uma Comcap pública e em defesa dos direitos de seus servidores e servidoras, a greve segue firme! Avante até a vitória! Fortaleza, 25 de janeiro de 2021 Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal – Confetam/CUT



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.