Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Confetam/CUT leva apoio à greve dos vigias municipais de Aquiraz

De braços cruzados há 11 dias, eles exigem que prefeito negocie com grevistas.

Escrito por: Redação Confetam/CUT • Publicado em: 06/09/2019 - 13:36 • Última modificação: 06/09/2019 - 13:51 Escrito por: Redação Confetam/CUT Publicado em: 06/09/2019 - 13:36 Última modificação: 06/09/2019 - 13:51

. Secretária da Mulher da Confetam, Ozaneide de Paulo levou a solidariedade à greve

Em greve desde 27 de agosto, os vigias municipais de Aquiraz (CE) cumprem extensa agenda de luta contra a intransigência do prefeito, que se recusa a negociar com os trabalhadores e a atender à pauta de reivindicações da categoria.

Desde o início da semana, os grevistas esclarecem e pedem o apoio da população e dos vereadores, por meio de panfletagem nas ruas, nas sedes das secretarias municipais, nos locais de trabalho e na Câmara Municipal.

Nesta sexta-feira (06), eles promoveram um café na Praça dos Guardas Patrimoniais, que contou com a presença da secretária de Mulheres da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Ozaneide de Paulo, que levou o apoio da entidade à greve.

Neste sábado (07), Dia da Independência do Brasil, os vigias municipais voltam às ruas para fortalecer a manifestação do Desfile Cívico, que marcará a celebração do 7 de Setembro na cidade. “Entendemos e exigimos que quem protege as pessoas e o patrimônio público deve merecer todo respeito dos nossos gestores, ação essa que não acontece em Aquiraz”, denunciam os trabalhadores em panfleto distribuído em espaços públicos do município.

A categoria reivindica risco de vida, adicional noturno, horas extras, regulamentação de escala e mudança de nomenclatura.

Título: Confetam/CUT leva apoio à greve dos vigias municipais de Aquiraz, Conteúdo: Em greve desde 27 de agosto, os vigias municipais de Aquiraz (CE) cumprem extensa agenda de luta contra a intransigência do prefeito, que se recusa a negociar com os trabalhadores e a atender à pauta de reivindicações da categoria. Desde o início da semana, os grevistas esclarecem e pedem o apoio da população e dos vereadores, por meio de panfletagem nas ruas, nas sedes das secretarias municipais, nos locais de trabalho e na Câmara Municipal. Nesta sexta-feira (06), eles promoveram um café na Praça dos Guardas Patrimoniais, que contou com a presença da secretária de Mulheres da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Ozaneide de Paulo, que levou o apoio da entidade à greve. Neste sábado (07), Dia da Independência do Brasil, os vigias municipais voltam às ruas para fortalecer a manifestação do Desfile Cívico, que marcará a celebração do 7 de Setembro na cidade. “Entendemos e exigimos que quem protege as pessoas e o patrimônio público deve merecer todo respeito dos nossos gestores, ação essa que não acontece em Aquiraz”, denunciam os trabalhadores em panfleto distribuído em espaços públicos do município. A categoria reivindica risco de vida, adicional noturno, horas extras, regulamentação de escala e mudança de nomenclatura.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.