Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Coletivo Estadual de Juventude da CUT/SP aponta ações para 2015

Escrito por: • Publicado em: 19/11/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 19/11/2014 - 00:00

Ampliar a articulação com movimentos sociais e a campanha pela democratização da mídia estão entre as prioridades
A CUT São Paulo realizou na última sexta (14) a reunião do Coletivo Estadual de Juventude, em encontro na sede da entidade. Na ocasião, os dirigentes trataram da organização e formação, fizeram análise da conjuntura de lutas e um balanço das ações realizadas e discutiram o calendário de atividades previstas para o próximo ano.
A necessidade de articulação da Central com os movimentos sociais de juventude foi apontada entre as prioridades para o próximo período. “Temos que pensar em como nos articular com esses movimentos e em pautas específicas, como a da reforma política, não só para realização de atos públicos, mas também de debates sobre o tema”, afirmou Adriana Magalhães, secretária de Imprensa da CUT/SP.
A dirigente apontou a necessidade urgente de aumentar o engajamento dos jovens na campanha pela coleta de assinaturas ao Projeto de Lei de Iniciativa Popular da Mídia Democrática, fazendo da questão uma pauta presente nos sindicatos. O PL busca um novo marco regulatório para a comunicação do país por meio de um conjunto de propostas para que a sociedade brasileira tenha mais liberdade de expressão, diversidade e pluralidade na programação das TV’s e rádios e para frear a concentração dos meios de comunicação.
“Não queremos regular conteúdo, mas uma diversidade na programação e uma regulação econômica do monopólio dos meios de comunicação, entre outros itens previstos, mas que não saíram do papel desde a Constituição de 1988”, frisou a secretária cutista.
Na análise de conjuntura, teve destaque o protagonismo da juventude na campanha pela reforma do sistema político e nos debates do último período eleitoral, além da grande participação desse público na celebração do 1º de Maio, sobretudo no evento realizado pela CUT/SP no Parque das Árvores, na zona sul da capital.
Os jovens debateram, ainda, a continuidade dos cursos de formação, que serão organizados a partir das regiões onde estão as subsedes da CUT/SP, para facilitar a logística e ampliar o alcance nos sindicatos. Os participantes ressaltaram a relevância da Formação de Formadores (FF), curso que prepara os sindicalistas para atuarem como multiplicadores, levando as propostas e a concepção cutista a outros dirigentes nos sindicatos, subsedes e também à base dos trabalhadores/as.
Fonte:http://www.cutsp.org.br/mais-noticias/4469/coletivo-estadual-de-juventude-da-cut-sp-aponta-acoes-para-2015

Título: Coletivo Estadual de Juventude da CUT/SP aponta ações para 2015, Conteúdo: Ampliar a articulação com movimentos sociais e a campanha pela democratização da mídia estão entre as prioridades A CUT São Paulo realizou na última sexta (14) a reunião do Coletivo Estadual de Juventude, em encontro na sede da entidade. Na ocasião, os dirigentes trataram da organização e formação, fizeram análise da conjuntura de lutas e um balanço das ações realizadas e discutiram o calendário de atividades previstas para o próximo ano. A necessidade de articulação da Central com os movimentos sociais de juventude foi apontada entre as prioridades para o próximo período. “Temos que pensar em como nos articular com esses movimentos e em pautas específicas, como a da reforma política, não só para realização de atos públicos, mas também de debates sobre o tema”, afirmou Adriana Magalhães, secretária de Imprensa da CUT/SP. A dirigente apontou a necessidade urgente de aumentar o engajamento dos jovens na campanha pela coleta de assinaturas ao Projeto de Lei de Iniciativa Popular da Mídia Democrática, fazendo da questão uma pauta presente nos sindicatos. O PL busca um novo marco regulatório para a comunicação do país por meio de um conjunto de propostas para que a sociedade brasileira tenha mais liberdade de expressão, diversidade e pluralidade na programação das TV’s e rádios e para frear a concentração dos meios de comunicação. “Não queremos regular conteúdo, mas uma diversidade na programação e uma regulação econômica do monopólio dos meios de comunicação, entre outros itens previstos, mas que não saíram do papel desde a Constituição de 1988”, frisou a secretária cutista. Na análise de conjuntura, teve destaque o protagonismo da juventude na campanha pela reforma do sistema político e nos debates do último período eleitoral, além da grande participação desse público na celebração do 1º de Maio, sobretudo no evento realizado pela CUT/SP no Parque das Árvores, na zona sul da capital. Os jovens debateram, ainda, a continuidade dos cursos de formação, que serão organizados a partir das regiões onde estão as subsedes da CUT/SP, para facilitar a logística e ampliar o alcance nos sindicatos. Os participantes ressaltaram a relevância da Formação de Formadores (FF), curso que prepara os sindicalistas para atuarem como multiplicadores, levando as propostas e a concepção cutista a outros dirigentes nos sindicatos, subsedes e também à base dos trabalhadores/as. Fonte:http://www.cutsp.org.br/mais-noticias/4469/coletivo-estadual-de-juventude-da-cut-sp-aponta-acoes-para-2015



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.