Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Coletivo dos trabalhadores da Comissão Nacional da Verdade se reúne para organizar ato unitário no ABC

Atividade no dia 1º de fevereiro homenageará vítimas da ditadura

Escrito por: • Publicado em: 16/01/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 16/01/2014 - 00:00

Os membros do Coletivo Sindical do Grupo de Trabalho ‘Ditadura e Repressão aos Trabalhadores e ao Movimento Sindical’ da Comissão Nacional da Verdade se reuniram na manhã dessa terça-feira (14), na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André, para discutir a organização do Ato Sindical Unitário “Unidos, Jamais Vencidos”.
A atividade, marcada para às 13h do dia 1º de fevereiro de 2014, acontecerá no Teatro Cacilda Becker, em São Bernardo do Campo, e homenageará trabalhadores e sindicalistas que sofreram perseguição e repressão do regime militar e das empresas no período da ditadura. Além disso, o Ato lembrará os 50 anos do golpe civil e militar, que instaurou em 31 de março de 1964 o regime repressivo no Brasil.
A atividade contará com representantes das centrais sindicais, parlamentares e pelo prefeito de São Bernarndo, Luiz Marinho (PT).
SERVIÇO
Ato Sindical Unitário - "Unidos, Jamais Vencidos"
01 de fevereiro às 13h
Teatro Cacilda Becker
Praça Samuel Sabattini, nº 50
Paço Municipal de São Bernardo do Campo
Fonte: CUT Nacional

Título: Coletivo dos trabalhadores da Comissão Nacional da Verdade se reúne para organizar ato unitário no ABC, Conteúdo: Os membros do Coletivo Sindical do Grupo de Trabalho ‘Ditadura e Repressão aos Trabalhadores e ao Movimento Sindical’ da Comissão Nacional da Verdade se reuniram na manhã dessa terça-feira (14), na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André, para discutir a organização do Ato Sindical Unitário “Unidos, Jamais Vencidos”. A atividade, marcada para às 13h do dia 1º de fevereiro de 2014, acontecerá no Teatro Cacilda Becker, em São Bernardo do Campo, e homenageará trabalhadores e sindicalistas que sofreram perseguição e repressão do regime militar e das empresas no período da ditadura. Além disso, o Ato lembrará os 50 anos do golpe civil e militar, que instaurou em 31 de março de 1964 o regime repressivo no Brasil. A atividade contará com representantes das centrais sindicais, parlamentares e pelo prefeito de São Bernarndo, Luiz Marinho (PT). SERVIÇO Ato Sindical Unitário - Unidos, Jamais Vencidos 01 de fevereiro às 13h Teatro Cacilda Becker Praça Samuel Sabattini, nº 50 Paço Municipal de São Bernardo do Campo Fonte: CUT Nacional



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.