Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Cearenses ocupam as ruas em defesa do Brasil e da democracia

O dia (13/3) foi dia de mobilização da classe trabalhadora por todo o país.

Escrito por: • Publicado em: 16/03/2015 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 16/03/2015 - 00:00

No Ceará, Centrais e Movimentos Sociais tomaram a Praça da Imprensa e a Av. Desembargador Moreira, em Fortaleza, durante a manhã, conclamando o povo cearense a defender a democracia, a Petrobrás, a realização da Reforma Política e pela não retirada de direitos dos trabalhadores.
A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) atendeu o chamado da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e marcou presença, juntamente a 25 sindicatos de servidores do estado. Ao todo, o evento contou com a participação de mais 30 entidades e cerca de três mil pessoas tomaram o perímetro que vai da Praça da Imprensa à Assembleia Legislativa.
Entre os destaques do movimento, as faixas contra o Projeto de Lei 4330, da terceirização, que libera a subcontratação sem limites e estava engavetado desde a grande mobilização dos trabalhadores em 2013. O PL foi desarquivado no dia 10 fevereiro e está pronto para votação no plenário da Câmara dos Deputados.
Divers
Jovens, mulheres, estudantes, trabalhadores de várias categorias, parlamentares, donas de casa, profissionais liberais, entre outros, se uniram ao ato, que cumpre o papel também de combater a onda conservadora que tem tomado o país. “Unimos-nos hoje para dizer sim a democracia e sim aos direitos. O remédio para a corrupção não é repressão e o fim da democracia e sim a reforma política”, disse Joana Almeida, presidenta da CUT Ceará.
"A elite precisa respeitar a democracia. Não permitiremos que os meios de comunicação burgueses nos empurrem para outra ditadura. Mudança se faz com o povo unido e estamos aqui para mostrar que o Brasil não pode regredir. Vamos juntos empunhar as bandeiras das reformas urgentes que esse país precisa, ao mesmo tempo em que seremos fiscais fieis da manutenção e ampliação dos direitos da classe trabalhadora”, discursou Enedina Soares, presidenta da Fetamce.

Título: Cearenses ocupam as ruas em defesa do Brasil e da democracia, Conteúdo: No Ceará, Centrais e Movimentos Sociais tomaram a Praça da Imprensa e a Av. Desembargador Moreira, em Fortaleza, durante a manhã, conclamando o povo cearense a defender a democracia, a Petrobrás, a realização da Reforma Política e pela não retirada de direitos dos trabalhadores. A Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce) atendeu o chamado da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e marcou presença, juntamente a 25 sindicatos de servidores do estado. Ao todo, o evento contou com a participação de mais 30 entidades e cerca de três mil pessoas tomaram o perímetro que vai da Praça da Imprensa à Assembleia Legislativa. Entre os destaques do movimento, as faixas contra o Projeto de Lei 4330, da terceirização, que libera a subcontratação sem limites e estava engavetado desde a grande mobilização dos trabalhadores em 2013. O PL foi desarquivado no dia 10 fevereiro e está pronto para votação no plenário da Câmara dos Deputados. Divers Jovens, mulheres, estudantes, trabalhadores de várias categorias, parlamentares, donas de casa, profissionais liberais, entre outros, se uniram ao ato, que cumpre o papel também de combater a onda conservadora que tem tomado o país. “Unimos-nos hoje para dizer sim a democracia e sim aos direitos. O remédio para a corrupção não é repressão e o fim da democracia e sim a reforma política”, disse Joana Almeida, presidenta da CUT Ceará. A elite precisa respeitar a democracia. Não permitiremos que os meios de comunicação burgueses nos empurrem para outra ditadura. Mudança se faz com o povo unido e estamos aqui para mostrar que o Brasil não pode regredir. Vamos juntos empunhar as bandeiras das reformas urgentes que esse país precisa, ao mesmo tempo em que seremos fiscais fieis da manutenção e ampliação dos direitos da classe trabalhadora”, discursou Enedina Soares, presidenta da Fetamce.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.