Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Caxias do Sul: Sindiserv recebe Comissão de Negociação da Campanha Salarial 2014

A Administração Municipal propôs como método de trabalho a organização dos assuntos por temas para facilitar e agilizar a abordagem para os envolvidos.

Escrito por: • Publicado em: 08/05/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 08/05/2014 - 00:00

A Comissão de Negociação do Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (Sindiserv) recebeu a Comissão de Negociação da Administração Municipal para a segunda rodada de debate sobre a Campanha Salarial 2014 nesta terça-feira (06), na sede do Sindiserv.
O chefe de Gabinete, Edson Nespolo, informou que a Administração gostaria que tanto o seminário quanto a audiência pública, solicitada à Câmara, sobre o Ipam/Saúde fossem realizadas ainda em maio. Propôs dois grupos de trabalho: um para questões econômicas, juntamente com cargos e salários, e um referente ao Ipam/Saúde e Faps. Segundo ele, os itens 3, 8, 11, 12, 16, 17, 28, 37, 39 e 56 serão definidos separadamente e serão apresentados pelo governo no próximo encontro. Também afirmou que o retorno da Administração deve ser dado no início de junho.
O presidente do Sindiserv, João Dorlan, pontuou que a Lei Complementar 409/2012 continua ocasionando distorções salariais na categoria. Também destacou que a LC 450/2013 trouxe um desgaste desnecessário com o Magistério ao aplicar um percentual de serviço extraordinário inferior ao restante do funcionalismo municipal.
A comissão que representa a categoria concordou em criar duas comissões: uma referente ao Ipam/Saúde, Faps e a itens de gestão das secretarias e outra referente aos itens que possuem impacto financeiro. De acordo com o presidente, é preciso que as comissões apresentem resultados em um prazo de 15 dias.
A primeira reunião das comissões será na quinta-feira (15), às 14 horas, sobre impacto financeiro, e, às 16 horas, sobre gestão. A próxima reunião de negociação será no dia 27, às 14 horas, no Sindiserv.
Comissão de Negociação
A comissão de negociação da Campanha Salarial do Sindiserv é formada pelos membros da direção, presidente do Sindiserv João Dorlan, vice-presidente Luciano Piccoli, secretário-geral Marcos Antônio da Silva, pelos assessores, assessor jurídico Bruno Freitas de Almeida, assessor econômico Candido Teles da Roza e pela comissão de negociação formada por servidores, representada por Eduardo de Campos Kumpser (SMTTM), Marcos Venício da Silva Carvalho (SMS), Alexandre de Almeida Silva (SEMMA), Rita Casiraghi Moschen (SMED) e João Batista Moreira da Rocha (Secretaria da Receita). Estiveram presentes, pela comissão da Prefeitura, o chefe de Gabinete Edson Nespolo, a procuradora adjunta Cezira Hockele, os secretários Agenor Basso (Governo), Gilmar Santa Catharina (Gestão e Finanças), Jaqueline Marques Bernardi (Recursos Humanos e Logística) e Paulo Dahmer (Receita).
Campanha Salarial 2014
A pauta de reivindicações possui 58 itens e é formada por reivindicações que estiveram presentes na pauta da Campanha Salarial de 2013 e novas demandas, incluídas em 2014. O primeiro item se refere à reivindicação de 5% de ganho real para o funcionalismo. O sindicato traz, como em 2013, propostas concretas para resolver as distorções salariais causadas pelo Pacotaço do governo Sartori, aprovado em 2012. Os servidores também estão preocupados com a sustentabilidade do Ipam/Saúde e do Faps.
Fonte: SINDISERV

Título: Caxias do Sul: Sindiserv recebe Comissão de Negociação da Campanha Salarial 2014, Conteúdo: A Comissão de Negociação do Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (Sindiserv) recebeu a Comissão de Negociação da Administração Municipal para a segunda rodada de debate sobre a Campanha Salarial 2014 nesta terça-feira (06), na sede do Sindiserv. O chefe de Gabinete, Edson Nespolo, informou que a Administração gostaria que tanto o seminário quanto a audiência pública, solicitada à Câmara, sobre o Ipam/Saúde fossem realizadas ainda em maio. Propôs dois grupos de trabalho: um para questões econômicas, juntamente com cargos e salários, e um referente ao Ipam/Saúde e Faps. Segundo ele, os itens 3, 8, 11, 12, 16, 17, 28, 37, 39 e 56 serão definidos separadamente e serão apresentados pelo governo no próximo encontro. Também afirmou que o retorno da Administração deve ser dado no início de junho. O presidente do Sindiserv, João Dorlan, pontuou que a Lei Complementar 409/2012 continua ocasionando distorções salariais na categoria. Também destacou que a LC 450/2013 trouxe um desgaste desnecessário com o Magistério ao aplicar um percentual de serviço extraordinário inferior ao restante do funcionalismo municipal. A comissão que representa a categoria concordou em criar duas comissões: uma referente ao Ipam/Saúde, Faps e a itens de gestão das secretarias e outra referente aos itens que possuem impacto financeiro. De acordo com o presidente, é preciso que as comissões apresentem resultados em um prazo de 15 dias. A primeira reunião das comissões será na quinta-feira (15), às 14 horas, sobre impacto financeiro, e, às 16 horas, sobre gestão. A próxima reunião de negociação será no dia 27, às 14 horas, no Sindiserv. Comissão de Negociação A comissão de negociação da Campanha Salarial do Sindiserv é formada pelos membros da direção, presidente do Sindiserv João Dorlan, vice-presidente Luciano Piccoli, secretário-geral Marcos Antônio da Silva, pelos assessores, assessor jurídico Bruno Freitas de Almeida, assessor econômico Candido Teles da Roza e pela comissão de negociação formada por servidores, representada por Eduardo de Campos Kumpser (SMTTM), Marcos Venício da Silva Carvalho (SMS), Alexandre de Almeida Silva (SEMMA), Rita Casiraghi Moschen (SMED) e João Batista Moreira da Rocha (Secretaria da Receita). Estiveram presentes, pela comissão da Prefeitura, o chefe de Gabinete Edson Nespolo, a procuradora adjunta Cezira Hockele, os secretários Agenor Basso (Governo), Gilmar Santa Catharina (Gestão e Finanças), Jaqueline Marques Bernardi (Recursos Humanos e Logística) e Paulo Dahmer (Receita). Campanha Salarial 2014 A pauta de reivindicações possui 58 itens e é formada por reivindicações que estiveram presentes na pauta da Campanha Salarial de 2013 e novas demandas, incluídas em 2014. O primeiro item se refere à reivindicação de 5% de ganho real para o funcionalismo. O sindicato traz, como em 2013, propostas concretas para resolver as distorções salariais causadas pelo Pacotaço do governo Sartori, aprovado em 2012. Os servidores também estão preocupados com a sustentabilidade do Ipam/Saúde e do Faps. Fonte: SINDISERV



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.