Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Baraúna: audiência pública com a deputada Natália Bonavides é remarcada para 6 de dezembro

Debate sobre impactos da reforma foi remarcado em função da agenda da CPMI das Fake News

Escrito por: Déborah Lima • Publicado em: 14/11/2019 - 16:33 • Última modificação: 14/11/2019 - 16:39 Escrito por: Déborah Lima Publicado em: 14/11/2019 - 16:33 Última modificação: 14/11/2019 - 16:39

. .

Em função da agenda da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga o uso Fake News nas eleições de 2018, a audiência pública com a presença da deputada federal Natália Bonavides (PT/RN), prevista para o último dia 6 na Câmara Municipal de Baraúna (RN), foi remarcada para às 8h30 de 6 de dezembro. 

Mobilizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Município (Sindserb/Baraúna), a audiência vai discutir com a categoria e a população os impactos da aprovação da reforma da previdência na vida dos trabalhadores, o futuro do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e os precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

A audiência pública também contará com a participação do advogado Líécio Nogueira, assessor jurídico do Sindserb.

Título: Baraúna: audiência pública com a deputada Natália Bonavides é remarcada para 6 de dezembro, Conteúdo: Em função da agenda da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga o uso Fake News nas eleições de 2018, a audiência pública com a presença da deputada federal Natália Bonavides (PT/RN), prevista para o último dia 6 na Câmara Municipal de Baraúna (RN), foi remarcada para às 8h30 de 6 de dezembro.  Mobilizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Município (Sindserb/Baraúna), a audiência vai discutir com a categoria e a população os impactos da aprovação da reforma da previdência na vida dos trabalhadores, o futuro do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e os precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). A audiência pública também contará com a participação do advogado Líécio Nogueira, assessor jurídico do Sindserb.



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.