Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

AO VIVO: Ato do 1º de Maio contra a reforma da previdência em São Paulo

A CUT e demais centrais sindicais vão anunciar a data da greve geral contra a reforma da Previdência de Bolsonaro durante o ato do 1º de maio. A data indicativa para a paralisação é o dia 14 de junho.

Escrito por: Redação CUT • Publicado em: 01/05/2019 - 12:44 • Última modificação: 01/05/2019 - 12:50 Escrito por: Redação CUT Publicado em: 01/05/2019 - 12:44 Última modificação: 01/05/2019 - 12:50

. .

Acompanhe ao vivo o ato do 1º de maio, Dia Internacional do Trabalhador e da Trabalhadora, organizado pela CUT e demais centrais sindicais – Força Sindical, CTB, Intersindical, CSP-Conlutas, Nova Central, CGTB, CSB e UGT -, além das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

É a primeira vez na história que as centrais sindicais brasileiras se unem em um ato unificado de 1º de maio, especialmente para lutar em defesa do direito à aposentadoria de milhões de brasileiros e brasileiras. No ato político, as centrais vão anunciar a data da greve geral que paralisará o país contra a reforma da Previdência de Jair Bolsonaro (PSL). A data indicativa para a paralisação é o dia 14 de junho.

Os atos unificados do 1º de maio contra o fim da aposentadoria, por mais empregos e salários decentes e em defesa de Lula livre ocorrerão em todo o Brasil. Em São Paulo, o ato é no Vale do Anhangabaú, região central da capital paulista. Entre as atrações musicais, estão Ludmilla, Leci Brandão, Marília Cecília e Rodolfo, Roberta Miranda, Felipe Araújo, Guilherme e Santiago, Yasmin Santos, Toninho Geraes, Dj Evelyn Cristina e Mistura Popular.

Assista ao vivo o ato de São Paulo:

SAIBA MAIS

Título: AO VIVO: Ato do 1º de Maio contra a reforma da previdência em São Paulo, Conteúdo: Acompanhe ao vivo o ato do 1º de maio, Dia Internacional do Trabalhador e da Trabalhadora, organizado pela CUT e demais centrais sindicais – Força Sindical, CTB, Intersindical, CSP-Conlutas, Nova Central, CGTB, CSB e UGT -, além das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. É a primeira vez na história que as centrais sindicais brasileiras se unem em um ato unificado de 1º de maio, especialmente para lutar em defesa do direito à aposentadoria de milhões de brasileiros e brasileiras. No ato político, as centrais vão anunciar a data da greve geral que paralisará o país contra a reforma da Previdência de Jair Bolsonaro (PSL). A data indicativa para a paralisação é o dia 14 de junho. Os atos unificados do 1º de maio contra o fim da aposentadoria, por mais empregos e salários decentes e em defesa de Lula livre ocorrerão em todo o Brasil. Em São Paulo, o ato é no Vale do Anhangabaú, região central da capital paulista. Entre as atrações musicais, estão Ludmilla, Leci Brandão, Marília Cecília e Rodolfo, Roberta Miranda, Felipe Araújo, Guilherme e Santiago, Yasmin Santos, Toninho Geraes, Dj Evelyn Cristina e Mistura Popular. Assista ao vivo o ato de São Paulo: SAIBA MAIS Entenda como a reforma da Previdência afeta a sua vida



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.