Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

500 dias de injustiça: Confetam/CUT e Contram/ISP subscrevem carta pela libertação imediata de Lula

Preso ilegalmente, ex-presidente foi encarcerado há 500 dias para não disputar e vencer as eleições presidenciais de 2018.

Escrito por: Comitê Lula Livre • Publicado em: 20/08/2019 - 14:58 • Última modificação: 20/08/2019 - 16:09 Escrito por: Comitê Lula Livre Publicado em: 20/08/2019 - 14:58 Última modificação: 20/08/2019 - 16:09

Giorgia Prates Delegação de servidores municipais de 16 estados em visita à Vigília Lula Livre no dia 11/08

A presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) e da Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal das Américas (Contram/ISP), Vilani Oliveira, subscreveu na manhã desta terça-feira (20) carta exigindo a liberdade imediata do ex-presidente Lula, preso há 500 dias na carceragem da Polícia Federal (PF) de Curitiba (PR). Condenado sem crime nem provas, o campeão das pesquisas de intenção de voto nas eleições presidenciais de 2018 foi impedido de disputar e vencer o pleito que elegeu Jair Bolsonaro presidente da República. Nesta tarde, a partir das 17h, um ato público na Vigília Lula Livre, montada em frente à PF, denuncia a prisão política do maior líder popular da América Latina.

Confira a íntegra da carta:

Dia Internacional da Solidariedade: 500 dias de injustiça

Liberdade para Lula

Queridos amigos,

Pedimos mais uma vez a vossa atenção para a situação de injustiça e ilegalidade que perpetua no Brasil: a injusta prisão de Luiz Inácio Lula da Silva, um dos maiores líderes populares na história da América Latina, devido a uma complexa farsa judicial. Lula é inocente; ele não teve direito a um julgamento justo e foi vítima de uma perseguição política.

As informações recentes divulgadas pelo portal The Intercept deixam claro que as investigações e julgamentos danificaram garantias básicas de qualquer cidadão, incluindo o direito a julgamento por um juiz imparcial. Juristas e pesquisadores reconhecidos de todo o mundo acabam de lançar um artigo revelando sua perplexidade sobre essa injustiça, e pedindo à Suprema Corte brasileira para derrubar as condenações de Lula e libertá-lo imediatamente.

Lula, que deixou a Presidência da República como um dos líderes mais proeminentes do mundo, teve sua imagem, história e vida massacradas por uma ação articulada entre setores do judiciário, a imprensa e partidos políticos que agora governam nosso país.

Vários líderes e instituições internacionais já expressaram seu apoio a Lula, denunciando a ruptura do Estado Democrático de Direito no Brasil representado por sua prisão. Ao nos aproximarmos do marco de 500 dias da detenção ilegal de Luiz Inácio Lula da Silva, que terá lugar no dia 20 de agosto, instamos uma nova onda internacional de solidariedade.

Enviamos esta carta para dezenas de instituições democráticas e políticas, sindicais e líderes acadêmicos de todo o mundo, propondo que eles mais uma vez elevem sua voz em defesa de Lula, reforçando a luta internacional por sua liberdade.

Sugerimos abaixo algumas ações simples que você e sua instituição podem realizar nos próximos dias. Convidamos todos os que defendem a democracia e os direitos humanos a se envolverem na campanha!

Se você quiser mais informações sobre esta ação ou sobre a situação de Lula, não hesite em nos contatar.

Um abraço fraternal, 

Celso Amorim – ex-ministro das Relações Exteriores e coordenador do Comitê Lula Livre Internacional

Paulo Okamoto – presidente do Instituto Lula e integrante da Coordenação da Campanha Nacional Lula Livre

Mônica Valente – secretária executiva do Foro de São Paulo (FSP) e integrante da Coordenação Nacional e do Comitê Lula Livre Internacional

Vilani Oliveira – presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) e da Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal das Américas (Contram/ISP)

Ações sugeridas

ASSINE A PETIÇÃO PELA ANULAÇÃO DOS JULGAMENTOS DE LULA: 

A petição já tem mais de 100.000 assinaturas. Você pode encontrar o texto em vários idiomas clicando aqui: https://lulalivre.org.br/abaixo-assinado/peticion-por-la-anulacion-de-los-juicios-en-contra-de-lula/

Depois de assinar a petição, compartilhe-a por e-mail e postando em suas redes sociais. Use as hashtags #LulaLivre #LulaLibre #FreeLula # 500InjusticeDays

Mostre seu apoio à liberdade de Lula nas redes sociais. Produza material multimídia, vídeos e textos em suas redes sociais e junte-se ao tweet no dia 20 de agosto. Tire uma foto ou faça um pequeno vídeo que mostre seu apoio a Lula.

Lideranças do Ramo dos Servidores Municipais CUTistas também devem encaminhar o material produzido para o WhatsApp 85. 98644.4041.

Publique em suas redes sociais usando as hashtags #LulaLibre #LulaLibre #FreeLula # 500InjusticeDays

MARQUE OS PERFIS OFICIAIS DA CAMPANHA LULA LIVRE:

Twitter: @ComiteLula @FreeLulaBrasil

Instagram: @lulalivreoficial, @ free.lula

Facebook: www.facebook.com/FreeLulaBrasil/

Envie suas declarações para os seguintes e-mails para registro, memória e divulgação:

imprensalulalivre@gmail.com e lulalivre.comite@gmail.com

Para mais informações sobre a campanha em defesa de Lula:

Comitê Internacional Lula Livre: https://comitelulalivre.org/

Comitê Lula Libre (Brasil): www.lulalivre.org.br

 

Edição: Déborah Lima

 

Título: 500 dias de injustiça: Confetam/CUT e Contram/ISP subscrevem carta pela libertação imediata de Lula, Conteúdo: A presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) e da Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal das Américas (Contram/ISP), Vilani Oliveira, subscreveu na manhã desta terça-feira (20) carta exigindo a liberdade imediata do ex-presidente Lula, preso há 500 dias na carceragem da Polícia Federal (PF) de Curitiba (PR). Condenado sem crime nem provas, o campeão das pesquisas de intenção de voto nas eleições presidenciais de 2018 foi impedido de disputar e vencer o pleito que elegeu Jair Bolsonaro presidente da República. Nesta tarde, a partir das 17h, um ato público na Vigília Lula Livre, montada em frente à PF, denuncia a prisão política do maior líder popular da América Latina. Confira a íntegra da carta: Dia Internacional da Solidariedade: 500 dias de injustiça Liberdade para Lula Queridos amigos, Pedimos mais uma vez a vossa atenção para a situação de injustiça e ilegalidade que perpetua no Brasil: a injusta prisão de Luiz Inácio Lula da Silva, um dos maiores líderes populares na história da América Latina, devido a uma complexa farsa judicial. Lula é inocente; ele não teve direito a um julgamento justo e foi vítima de uma perseguição política. As informações recentes divulgadas pelo portal The Intercept deixam claro que as investigações e julgamentos danificaram garantias básicas de qualquer cidadão, incluindo o direito a julgamento por um juiz imparcial. Juristas e pesquisadores reconhecidos de todo o mundo acabam de lançar um artigo revelando sua perplexidade sobre essa injustiça, e pedindo à Suprema Corte brasileira para derrubar as condenações de Lula e libertá-lo imediatamente. Lula, que deixou a Presidência da República como um dos líderes mais proeminentes do mundo, teve sua imagem, história e vida massacradas por uma ação articulada entre setores do judiciário, a imprensa e partidos políticos que agora governam nosso país. Vários líderes e instituições internacionais já expressaram seu apoio a Lula, denunciando a ruptura do Estado Democrático de Direito no Brasil representado por sua prisão. Ao nos aproximarmos do marco de 500 dias da detenção ilegal de Luiz Inácio Lula da Silva, que terá lugar no dia 20 de agosto, instamos uma nova onda internacional de solidariedade. Enviamos esta carta para dezenas de instituições democráticas e políticas, sindicais e líderes acadêmicos de todo o mundo, propondo que eles mais uma vez elevem sua voz em defesa de Lula, reforçando a luta internacional por sua liberdade. Sugerimos abaixo algumas ações simples que você e sua instituição podem realizar nos próximos dias. Convidamos todos os que defendem a democracia e os direitos humanos a se envolverem na campanha! Se você quiser mais informações sobre esta ação ou sobre a situação de Lula, não hesite em nos contatar. Um abraço fraternal,  Celso Amorim – ex-ministro das Relações Exteriores e coordenador do Comitê Lula Livre Internacional Paulo Okamoto – presidente do Instituto Lula e integrante da Coordenação da Campanha Nacional Lula Livre Mônica Valente – secretária executiva do Foro de São Paulo (FSP) e integrante da Coordenação Nacional e do Comitê Lula Livre Internacional Vilani Oliveira – presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT) e da Confederação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal das Américas (Contram/ISP) Ações sugeridas ASSINE A PETIÇÃO PELA ANULAÇÃO DOS JULGAMENTOS DE LULA:  A petição já tem mais de 100.000 assinaturas. Você pode encontrar o texto em vários idiomas clicando aqui: https://lulalivre.org.br/abaixo-assinado/peticion-por-la-anulacion-de-los-juicios-en-contra-de-lula/ Depois de assinar a petição, compartilhe-a por e-mail e postando em suas redes sociais. Use as hashtags #LulaLivre #LulaLibre #FreeLula # 500InjusticeDays Mostre seu apoio à liberdade de Lula nas redes sociais. Produza material multimídia, vídeos e textos em suas redes sociais e junte-se ao tweet no dia 20 de agosto. Tire uma foto ou faça um pequeno vídeo que mostre seu apoio a Lula. Lideranças do Ramo dos Servidores Municipais CUTistas também devem encaminhar o material produzido para o WhatsApp 85. 98644.4041. Publique em suas redes sociais usando as hashtags #LulaLibre #LulaLibre #FreeLula # 500InjusticeDays MARQUE OS PERFIS OFICIAIS DA CAMPANHA LULA LIVRE: Twitter: @ComiteLula @FreeLulaBrasil Instagram: @lulalivreoficial, @ free.lula Facebook: www.facebook.com/FreeLulaBrasil/ Envie suas declarações para os seguintes e-mails para registro, memória e divulgação: imprensalulalivre@gmail.com e lulalivre.comite@gmail.com Para mais informações sobre a campanha em defesa de Lula: Comitê Internacional Lula Livre: https://comitelulalivre.org/ Comitê Lula Libre (Brasil): www.lulalivre.org.br   Edição: Déborah Lima  



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.