Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

12ª Plenária CUT-CE: “É necessário ter honestidade e luta para defender e carregar a bandeira da Central”, diz Enedina

Na mesa que deu início ao encontro, Joana Almeida, a presidenta anfitriã, falou das conquistas e dos desafios para a afirmação da democracia, que são metas da Central.

Escrito por: • Publicado em: 26/05/2014 - 00:00 Escrito por: Publicado em: 26/05/2014 - 00:00

A abertura da 12ª Plenária Estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT) foi marcada pela reunião de representantes do movimento sindical de todo o Ceará, através dos 13 ramos profissionais que formam a entidade, além de autoridades estaduais, como deputados, dirigentes partidários e de organizações da sociedade civil. Na mesa que deu início ao encontro, Joana Almeida, a presidenta anfitriã, falou das conquistas e dos desafios para a afirmação da democracia, que são metas da Central. Já a dirigente máxima da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), Enedina Soares, foi enfática ao defender que para carregar o nome da entidade, que completou recentemente 30 anos, é necessário fazer sempre o mais combativo sindicalismo e caminhar com unidade. “Disputa entre nós nos faz perder nossos sindicatos. É necessário ter honestidade e luta para defender e carregar a bandeira da Central”, afirmou Enedina.
A presidenta da Fetamce se refere, em sua fala, à ameaça de fragmentação da organização sindical de sindicatos de servidores no âmbito local, onde organizações também filiadas a CUT no estado agem com o objetivo de desmembrar de bases sindicais para instituições outras estranhas ao nível local ou a criação de sindicatos de categoria dentro do ramo dos servidores públicos municipais.
“Esta Plenária é uma grande oportunidade de diálogo e também de formação para os nossos dirigentes, que precisam cada vez mais se prepararem para enfrentar a disputa com os executivos municipais”, destacou Enedina. Ela também chamou atenção dos presidentes municipal e estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), respectivamente Elmano de Freitas e Diassis Diniz, para que os prefeitos petistas respeitem os direitos dos servidores e implantem políticas de valorização destes trabalhadores, como as leis que instituem os pisos nacionais nas categorias do ramo: “É inadmissível uma prefeito do nosso campo não defender a Lei do Piso e os direitos dos servidores”, finalizou.
Quórum qualificado
A 12ª Plenária da CUT reúne em torno de 300 delegados trabalhadores, entre eles, cerca de 50 servidores municipais são delegados, incluindo dirigentes de sindicatos das cidades cearenses e funcionários públicos de base. A direção da Fetamce e da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam) coordenam a bancada do ramo no evento.
Fonte: FETAMCE

Título: 12ª Plenária CUT-CE: “É necessário ter honestidade e luta para defender e carregar a bandeira da Central”, diz Enedina, Conteúdo: A abertura da 12ª Plenária Estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT) foi marcada pela reunião de representantes do movimento sindical de todo o Ceará, através dos 13 ramos profissionais que formam a entidade, além de autoridades estaduais, como deputados, dirigentes partidários e de organizações da sociedade civil. Na mesa que deu início ao encontro, Joana Almeida, a presidenta anfitriã, falou das conquistas e dos desafios para a afirmação da democracia, que são metas da Central. Já a dirigente máxima da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), Enedina Soares, foi enfática ao defender que para carregar o nome da entidade, que completou recentemente 30 anos, é necessário fazer sempre o mais combativo sindicalismo e caminhar com unidade. “Disputa entre nós nos faz perder nossos sindicatos. É necessário ter honestidade e luta para defender e carregar a bandeira da Central”, afirmou Enedina. A presidenta da Fetamce se refere, em sua fala, à ameaça de fragmentação da organização sindical de sindicatos de servidores no âmbito local, onde organizações também filiadas a CUT no estado agem com o objetivo de desmembrar de bases sindicais para instituições outras estranhas ao nível local ou a criação de sindicatos de categoria dentro do ramo dos servidores públicos municipais. “Esta Plenária é uma grande oportunidade de diálogo e também de formação para os nossos dirigentes, que precisam cada vez mais se prepararem para enfrentar a disputa com os executivos municipais”, destacou Enedina. Ela também chamou atenção dos presidentes municipal e estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), respectivamente Elmano de Freitas e Diassis Diniz, para que os prefeitos petistas respeitem os direitos dos servidores e implantem políticas de valorização destes trabalhadores, como as leis que instituem os pisos nacionais nas categorias do ramo: “É inadmissível uma prefeito do nosso campo não defender a Lei do Piso e os direitos dos servidores”, finalizou. Quórum qualificado A 12ª Plenária da CUT reúne em torno de 300 delegados trabalhadores, entre eles, cerca de 50 servidores municipais são delegados, incluindo dirigentes de sindicatos das cidades cearenses e funcionários públicos de base. A direção da Fetamce e da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam) coordenam a bancada do ramo no evento. Fonte: FETAMCE



Informativo CONFETAM

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.