Ban Ki-moon pede que prefeitos adotem nova agenda para o desenvolvimento urbano

17/10/2016 - 16:23

Na véspera da abertura da Habitat III, o secretário-geral da ONU pediu que gestores municipais do mundo todo adotem a nova agenda global para o desenvolvimento sustentável nas cidades que governam

Falando em uma cúpula de cerca de 400 prefeitos, representantes de autoridades locais e organizações urbanas, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, fez o chamado na capital equatoriana, Quito, às vésperas da abertura oficial da Conferência das Nações Unidas sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável (Habitat III), que pretende repensar o planejamento e a gestão das cidades globais, por meio da adoção da Nova Agenda Urbana. 

Ele pediu, neste domingo (16), que os prefeitos do mundo todo adotem a nova agenda global para o desenvolvimento sustentável nas cidades que governam.

A agenda reúne uma série de diretrizes que estabelecerão padrões globais para atingir o desenvolvimento urbano sustentável, e deve ser priorizada paralelamente à Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e seus 17 objetivos globais estabelecidos pelos 193 Estados-membros pouco mais de um ano atrás em Nova York, disse o secretário-geral.

Ele citou o objetivo número 11, que prevê “tornar os assentamentos humanos mais inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”. E sobre isso, “autoridades eleitas, prefeitos, governadores e vereadores estão na frente de batalha pelo desenvolvimento sustentável”, acrescentou, sendo aplaudido por delegados da Segunda Assembleia Mundial de Governadores Locais e Regionais, também conhecida como Assembleia Mundial de Prefeitos.

“O papel de vocês está crescendo a cada ano (…). Vocês enfrentam demandas imediatas diárias de suas populações: por habitação, transporte, infraestrutura e serviços básicos.”

Existente há 20 anos, a conferência Habitat III é a terceira maior cúpula global do tipo, dedicada à moradia e ao desenvolvimento urbano sustentável.

O desenvolvimento urbano é visto como cada vez mais importante para as Nações Unidas, enquanto a população urbana mundial deve quase dobrar até 2050.

Ban lembrou o importante papel dos prefeitos e de outras autoridades locais em planejar a aplicação da Nova Agenda Urbana.