Em protesto, servidores de Presidente Prudente reivindicam benefício para aposentados

08/02/2017 - 19:18

Manifestação realizada nesta quarta-feira (8) exige a incorporação do vale-alimentação nos salários dos servidores municipais aposentados

Servidores municipais de Presidente Prudente realizaram uma manifestação na manhã desta quarta-feira (8), no Paço Municipal Florivaldo Leal. Eles reivindicam à Prefeitura a incorporação do valor do vale-alimentação ou a concessão do benefício em forma de abono nos salários dos funcionários aposentados, que perderam o recurso por conta de uma ação judicial.

Segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Presidente Prudente e Região (Sintrapp), Ana Lúcia de Mattos Flores, as duas opções já foram apresentadas à Prefeitura, através de reuniões.

“O importante é que os servidores tenham esse valor em seus salários para que saim dessa situação constrangedora, para que possam comprar seu alimento, que é uma necessidade básica. Esperamos que a Prefeitura apresente um projeto à Câmara para resolver essa situação dos aposentados”, esclareceu Ana Lúcia.

Os servidores esperavam que o prefeito Nelson Bugalho (PTB) os recebesse, no entanto, o grupo foi informado de que o chefe do Poder Executivo não estava no prédio. Conforme Ana Lúcia, uma reunião foi marcada para esta quinta-feira (9).

Dificuldades

A aposentada Laura da Silva Carvalho, de 72 anos, compareceu ao protesto e espera que, pelo menos, metade do benefício seja concedido. Ela relatou que desde novembro, quando foi cortado o vale-alimentação, a situação financeira começou a ficar ruim, pois os gastos não param. “A gente que toma remédio, tem um que duas caixas dão quase R$ 200, não consegue comprar tudo, pois o salário é uma migalha”, desabafou.

Também no protesto, Maria Célia Araújo de Freitas, de 59 anos, descreveu a situação como “caótica”. “Tem salário nosso nesse tíquete, pois pedimos aumento do salário e disseram que não podiam dar, então, aumentaram o tíquete, mas ele foi cortado”, contou. Maria Célia ainda disse que quando a idade chega e uma pessoa se aposenta, consequentemente, os gastos aumentam, principalmente com a saúde, e o corte do benefício a tem deixado com dificuldades.

Prefeitura
Por meio de nota, a Prefeitura de Presidente Prudente informou que o corte do vale-alimentação partiu de uma decisão da Justiça, a qual o município teve de cumprir ainda na administração anterior.

A nota ainda informa que a Prefeitura está preocupada com a situação dos aposentados e pensionistas e comunica que está sendo verificada, junto à Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos e Legislativos, a constitucionalidade de conceder novo benefício aos servidores inativos.