Profissionais da educação de Marcelino Vieira entram em greve contra o aumento da jornada de trabalho

02/03/2019 - 07:35

Trabalhadores exigem a correção da jornada dos professores e o cumprimento da Lei 255/14

Na tarde desta quinta-feira (28), os profissionais de educação do município de Marcelino Vieira (RN) deflagraram greve por tempo indeterminado. Segundo a direção do sindicato da categoria, a gestão deixou de cumprir a lei municipal número 255/2014, aumentando a jornada de trabalho dos profissionais. Em reação, a categoria decidiu cruzar os braços. 

Os trabalhadores da prefeitura também se queixam do descumprimento de vários pontos da pauta de reivindicações dos servidores, que incluiu o pagamento dos dois meses atrasados do ano de 2016, o pagamento do piso salarial dos professores dos anos de 2018 e 2019, a implantação da Progressão Horizontal, o cumprimento da Lei do PROVERP, melhorias da infraestrutura das escolas, além da correção do aumento da jornada de trabalho dos professores e a implantação da hora relógio de 60 minutos em substituição a hora aula.