Áudio vazado pelo WhatsApp poderá identificar autores de atentados contra a CUT Paraná

21/03/2016 - 21:05

Interlocutor fala da autoria do ataque e grupo teria cerca de 35 pessoas.

A Central Única dos Trabalhadores do Paraná recebeu, na da última sexta-feira (18), um áudio que teria sido vazado de um grupo de militantes da direita. No material o interlocutor cobra atitudes mais duras dos seus comparsas, assume o atentado contra a sede da Central e também menciona táticas para atacar a marcha dos educadores que aconteceu na quinta-feira (17), em Curitiba

“Ontem para atacar a CUT tava em três dos 35 do outro grupo que eu tenho. Na hora que o pau torou, entendeu, pra jogar pedra e molotov daí tava três. A galera só fala e na hora de fazer não faz”, diz um trecho do áudio.

A CUT Paraná já está tomando todas as medidas legais para identificar o autor da mensagem, bem como já contatou as autoridades para que tomem todas as medidas necessárias, não apenas na investigação, mas também pela manutenção da segurança. 

Uma onda de ligações anônimas também está sendo feita para a CUT. Em sua maioria com ameaças à integridade física de sua sede e de seus dirigentes. Este material também está sendo reunido e posteriormente será encaminhado às autoridades.

A Central reforça que mantém contato frequente com o comando da Polícia Militar para que as manifestações ocorram de forma serena e pacífica, a exemplo de todas as outras que ocorreram nos últimos meses.