Secretário Sindical Nacional do PT convoca militância a reforçar greve dos servidores municipais de SP

06/02/2019 - 11:41

Em nota, Paulo Cayres orienta militância sindical petista a ajudar a esclarecer à população os justos motivos da luta da categoria. "Conclamamos a população a apoiar essa greve!"

No dia 4 de fevereiro, os/as trabalhadores/as públicos municipais da cidade de SP, em conjunto com os/as trabalhadores/as da educação do município, entraram em greve.

A greve unificada tem como pauta a revogação da reforma da previdência dos/as servidores/as municipais, que promoveu um verdadeiro confisco salarial dos/as trabalhadores/as, e quer o fim da política de congelamento salarial a que estão submetidos há muitos anos.

A luta da categoria não é nova. No início do ano passado, o prefeito de São Paulo, João Dória, tentou aprovar uma reforma da previdência que aumentava a alíquota de contribuição dos servidores/as de 11% para 19% e que propunha a constituição de um fundo privado para os/as novos servidores/as.

A luta forte dos/as trabalhadores/as municipais impediu a aprovação dessa proposta. Mas logo após as eleições, o prefeito Bruno Covas enviou à Câmara Municipal uma nova proposta que foi aprovada elevando a alíquota de contribuição dos/as servidores/as para 14%, o que significa, segundo o presidente do sindicato dos servidores/as, companheiro Sergio Antiquiera, um verdadeiro confisco salarial.

A luta dos/as trabalhadores/as, além da revogação da reforma da previdência, quer também um reajuste salarial de 10%, colocando assim fim à política de congelamento que os/as servidores/as estão amargando há vários anos. A prefeitura tem tido uma prática de reajustes que é um desrespeito e não repõe nem sequer a inflação. Os reajustes feitos nos salários têm sido da ordem de 0,01%, um verdadeiro escárnio.

Essa política de ataque aos/as servidores/as tem que ser detida! Conclamamos a população a apoiar essa greve, e que todos os sindicalistas de outras categorias apoiem a luta dos/as trabalhadores/as públicos municipais.

Convocamos os militantes  sindicais petistas que, além de apoiarem a greve, busquem esclarecer a população, nas suas bases de atuação e nas suas comunidades, sobre os justos motivos dessa luta dos/as servidores/as.

Todo apoio à luta Unificada dos/as trabalhadores/as do serviço público e da educação da cidade de São Paulo!

Paulo Cayres,

Secretário Sindical Nacional do Partido dos Trabalhadores